Dirlene Marques

Lucio Borges e Dirlene Marques

Apoio a pauta prioritária da engenharia, da agronomia e das geociências porque ela diz respeito a um projeto de categorias profissionais ligadas ao Crea-MG que têm um amplo reconhecimento social na sua intervenção no desenvolvimento econômico. E depois porque reconheço e concordo com essa pauta para a melhoria das condições de vida do nosso povo.

Dirlene Marques - candidata ao senado


Carta de propostas do Crea-MG recebe adesão de candidata ao Senado 

A Carta aberta da engenharia, da agronomia e das geociências apresenta uma série de propostas e convida os candidatos às eleições de 2022 a firmarem compromisso com as principais pautas para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil. 

O documento reúne uma síntese da Agenda Legislativa Prioritária do Sistema Confea/Crea e Mútua e projetos que tramitam na esfera estadual e têm relação direta com a agenda. “O conhecimento gerado por estas ciências pode resolver problemas da nossa realidade e materializar a sociedade que sonhamos. O nosso desejo maior é contribuir para que o país e o estado se desenvolvam, melhorando a vida da população”, afirmou o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Fernando Borges.

A candidata a senadora Dirlene Marques esteve no Crea-MG, no dia 20 de setembro, e assinou a Carta aberta da engenharia, da agronomia e das geociências. Para ela, as pautas das categorias profissionais são importantes por estarem inseridas na sociedade. “A discussão sobre urbanicidade, por exemplo, começou aqui. O Crea-MG teve um papel importante de puxar essa pauta junto à sociedade”, ressaltou Dirlene.

Voltar para a página inicial