Pesquisar no site...

Com o objetivo de discutir, propor e acompanhar as ações em prol da valorização profissional, engenheiros eletricistas e irmãos Ronaldo e José Roberto Vasconcelos Novais reuniram-se com o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, no dia 11 de janeiro de 2019, na sede do Conselho. Na oportunidade, eles conversaram sobre atuação do Crea, formação acadêmica e experiências profissionais.

Para o presidente do Crea-Minas, a reunião com os engenheiros mostra a importância da participação do profissional nos diferentes temas da engenharia. “Temos dialogado com diversos profissionais a fim de buscarmos suas contribuições para o fortalecimento da engenharia, a valorização profissional e o desenvolvimento do país. Ouvir as experiências de Ronaldo e José Roberto nos ajudam a aprimorar nosso trabalho no Conselho”, destaca Lucio Borges.

Ao longo de quatro décadas de profissão, Ronaldo exerceu diversas atividades. Foi secretário municipal de Meio Ambiente da Prefeitura de Belo Horizonte, vereador, deputado federal e vice-prefeito da capital mineira. Mas, o início da carreira foi na Escola de Engenharia da UFMG, como professor universitário. “Graduei-me em 1973 na UFMG e em 1976 comecei a lecionar no curso de engenharia civil da universidade. Dava aulas teóricas e práticas sobre instalações elétricas e eletrotécnicas. Lucio Borges foi meu aluno, assim como Marcos Gervásio, chefe de gabinete do Conselho. Daquela época até hoje, a engenharia evoluiu muito”, ressalta Ronaldo. 

Quem também teve uma carreira profissional com diferentes experiências foi José Roberto. Na iniciativa privada, foi empresário no setor de construção civil. Já no serviço público, foi diretor de Operações da Copasa de 1987 a 1990, presidente da Cohab, de 1991 a 1997, secretário de Estado de Habitação e Desenvolvimento Urbano em 1994 e diretor de Planejamento da Sudecap, de 2005 a 2008, época em que Lucio Borges também atuou na prefeitura de Belo Horizonte. “Lucio sempre foi aberto, transparente e disponível para conversar com todos. O Crea está bem representado com ele, pois Lucio consegue promover muito bem a integração de profissionais e entidades”, afirma José Roberto. Exemplo disso, é que no ano passado, o Crea-Minas promoveu discussões e participou de diversas ações relacionadas à valorização e defesa do profissional, tanto na sede quanto nas inspetorias, avaliando os impactos do primeiro ano da atual gestão. 

Família de engenheiros 

Familia vasconcelos


Além de Ronaldo e José Roberto, mais cinco irmãos escolheram a engenharia como profissão. Ricardo, Gilberto e Catulino Filho graduaram-se em engenharia civil. Já Carlos Roberto cursou engenharia metalúrgica e Aloísio Vasconcelos é engenheiro mecânico e eletricista. 

Os sete irmãos nasceram em Ponte Nova, na Zona da Mata Mineira, e são filhos de Catulino Novais e Irene Vasconcelos Novais. Aloísio Vasconcelos, recebeu, no ano passado, o título de Engenheiro do Ano 2018 da Sociedade Mineira de Engenheiros (SME), por ter atuado por mais de 40 anos em empresas públicas e privadas do setor de energia e pela experiência de ter trabalhado como deputado federal por quase uma década.