Pesquisar...

Autoridades, inspetores, representantes de entidades de classe, instituições de ensino e empresas se reuniram em Divinópolis no dia 04 de setembro de 2018. A reunião, que reuniu lideranças da engenharia, agronomia e outras profissões do Sistema Confea/Crea da região Centro-Oeste do estado, foi um espaço para apresentar as diretrizes da Gestão 2018/2020 do Crea-Minas e os trabalhos realizados pelo Conselho. O presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, ressaltou a importância do encontro. "É muito importante irmos ao interior para conversar com nossas lideranças e profissionais locais. Só assim conseguimos dialogar e conhecer de perto as particularidades da região. O Crea-Minas está de portas abertas para receber todos, mas o movimento tem que ser de mão dupla", enfatizou.

No encontro, os inspetores se organizaram em grupos de trabalho que trataram de temas pertinentes à fiscalização, seus modelos, mudanças necessárias e resultados apresentados até o terceiro trimestre deste ano. “Discutimos, também, demandas regionais das inspetorias do Centro-Oeste, propondo modificações e acertando diretrizes”, ressaltou o inspetor-chefe de Divinópolis, engenheiro civil e de segurança do trabalho José Hugo Rodrigues. Já os representantes das entidades de classe reuniram-se com lideranças das entidades da região para universalizar as diretrizes do Chamamento Público, que prevê repasse de verbas para projetos que atendem ao objetivo de incentivar o aperfeiçoamento das profissões da área tecnológica, o fortalecimento das ações de fiscalização do Conselho, a divulgação do Código de Ética Profissional e legislação da área, além da conscientização sobre a importância do registro profissional e da A.R.T. e acervo técnico.  

Os representantes das instituições de ensino (IE), por sua vez, tiveram oportunidade de entender o funcionamento do Colégio de Instituições de Ensino e como essa instância trabalha para promover a interação entre as IEs e o Crea-Minas nas discussões relativas à formação profissional. Para as empresas e instituições do setor produtivo que ainda não fazem parte do Colégio Estadual de Empresas (CEE), foi feita uma apresentação sobre o CEE e suas ações em relação ao debate de políticas de melhorias nas cadeiras produtivas e mecanismos que promovam a valorização dos profissionais de engenharia, agronomia e outras profissões abrangidas pelo Sistema Confea/Crea. Também estiveram presentes representantes do Crea-Minas Júnior de várias cidades da região, que aproveitaram o momento para trocar informações sobre boas-práticas de cada um dos núcleos.

A programação contou com a palestra “Cidadania e valorização profissional na engenharia”, ministrada pelo engenheiro civil e presidente da Federação das Associações de Engenharia, Agronomia do Estado de Minas Gerais (Faea-MG), engenheiro civil Jean Marcus Ribeiro. A palestra abordou a importância da participação dos profissionais em espaços políticos, além de tratar de aspectos relevantes para a valorização profissional. No dia, ocorreu uma blitz da fiscalização com foco em obras e empresas do município, reforçando a presença do Conselho.

Convênio de mútua cooperação 

Na ocasião da reunião, o Crea-Minas assinou um convênio de mútua cooperação com a Prefeitura Municipal de Pará de Minas, com a finalidade de promover o auxilio a gestão municipal e a troca de informações. O convênio, assinado pelo presidente Lucio Borges e pelo prefeito de Pará de Minas Eliaz Diniz, visa à colaboração institucional para um relacionamento mais eficiente entre as partes. “Queremos estreitar essa parceria, compartilhando informações que contribuam para o crescimento ordenado e para que as normas técnicas possam ser implantadas de forma atualizada”, ressaltou o prefeito.

Uma minuta do convênio foi distribuída para os inspetores presentes, para que eles proponham a seus municípios firmar parcerias semelhantes com o Conselho. O objetivo é que outros municípios possam estabelecer instrumento de troca de informações e colaboração institucional, inclusive para harmonizar a adoção de normas e procedimentos em questões de interesse comum. “O convênio técnico garante que a prefeitura cobre o registro profissional dos responsáveis pela construção e acompanhamento para a aprovação de projetos no município, assegurando a segurança da população”, exemplifica o inspetor-chefe de Pará de Minas, engenheiro civil Celio Carneiro de Castro.