Pesquisar no site...

A retomada das operações da Samarco foi o assunto de uma reunião realizada na sede do Crea-Minas. Na ocasião, o diretor-presidente da empresa engenheiro metalurgista Rodrigo Vilela apresentou gráficos e dados atualizados dos processos de licenciamento ambiental da mineradora ao presidente do Conselho engenheiro civil Lucio Borges.

Rodrigo Vilela afirmou que a expectativa é obter, até o final de 2019, as licenças necessárias para retomar a produção de minério de ferro em Mariana, onde uma de suas barragens de rejeitos se rompeu e causou a paralisação das atividades desde novembro de 2015. “Inicialmente, temos o compromisso com a reparação das áreas degradas e a sua reconstrução. Depois, faremos o retorno das operações. Consideramos este retorno extremamente importante para a comunidade local, a sociedade e a engenharia”, destacou.

Para a retomada das operações são necessárias duas licenças ambientais: a da Cava de Alegria Sul e o Licenciamento Operacional Corretivo (LOC) das estruturas existentes no Complexo de Germano, em Mariana. O uso da cava é considerado pela Samarco uma solução segura para a disposição de rejeitos. O diretor-presidente reiterou que a empresa pretende reavaliar os seus processos internos e estabelecer uma parceria com o Crea-Minas para verificar as Anotações de Responsabilidade Técnica (A.R.Ts) das atividades da companhia, a fim de que a retomada das atividades ocorra com segurança.

De acordo com o presidente Lucio Borges, o processo seguro e sustentável de reparação gradual do local afetado passa prioritariamente pela engenharia. “A engenharia é a base do retorno das operações. Ela deve estar presente em todas as etapas do cronograma de ações, especialmente na reconstrução da área atingida e nas obras de infraestrutura”, ressaltou.

Além dos presidentes do Crea e da Samarco, também participaram do encontro, que ocorreu em 5 de setembro de 2018, o chefe de gabinete do Conselho, engenheiro civil Marcos Gervásio; os superintendentes de Atendimento e Fiscalização, engenheiro agrônomo Humberto Falcão; de Relações Institucionais, engenheiro civil Jean Ribeiro e o assessor da Presidência César Paiva.

 

Confira as fotos