Pesquisar no site...

A criação da primeira filial do Observatório Social do Brasil em Belo Horizonte (OSB/BH) foi o tema da reunião ocorrida, no dia 28 de junho de 2018, entre o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, e o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais (Federaminas), Emílio Parolini, na sede do Conselho. 

O Observatório Social do Brasil é um espaço democrático e apartidário para o exercício da cidadania e que reúne o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com a finalidade de contribuir para a melhoria da gestão pública. “É um trabalho de parceria com as prefeituras e câmaras municipais a fim de fiscalizar as contas do poder público. Esta iniciativa faz com que prefeitos deixem de gastar desnecessariamente recursos financeiros”, destacou Emílio Parolini. 

Segundo o presidente da Federaminas, no final do mês de julho será realizada uma reunião com as principais lideranças e instituições de Minas Gerais, entre elas Crea-Minas, Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg),para definir a data de inauguração do escritório em Belo Horizonte. 

Ao ser convidado para participar do Observatório Social, o Crea-Minas colocou-se à disposição seus representantes. “Queremos contribuir com as políticas públicas nesta parceria com a Federaminas e as entidades. Quanto mais próximo estivermos da sociedade civil organizada, maior será a nossa força e representatividade”, ressaltou Lucio Borges. 

O Observatório Social de Belo Horizonte vai integrar a Rede de Observatórios  do Brasil, que possui mais de 100 unidades espalhadas em 19 estados do país e com cerca de três mil voluntários (advogados, engenheiros, contadores, empresários, professores, estudantes, funcionários públicos) trabalhando pela causa da justiça social. Em Minas Gerais, as cidades de Divinópolis, Itabira, Montes Claros, Pará de Minas, Paracatu, Piumhi, Sete Lagoas e Uberlândia já contam com OSB.  

 

Confira as fotos.