Pesquisar...

O presidente do Crea-Minas, engenheiro civil, Lucio Borges, recebeu, durante a Cerimônia de Abertura Solene do Congresso, realizada em 19 de junho de 2018, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, a Medalha do Mérito Municipalista Celso Mello de Azevedo, uma condecoração municipalista conferida pelos prefeitos mineiros à personalidades e entidades que contribuem com o seu trabalho em favor da causa municipalista e do cidadão de Minas Gerais.  “O Crea-Minas participa da vida dos municípios mineiros levando palestras técnicas para auxiliar a administração pública, informações sobre legislação, além de firmar convênios de mútua cooperação visando otimizar a fiscalização”, afirmou Lucio.

Promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM), a 35ª edição do Congresso Mineiro de Municípios reúne, durante dois dias, em Belo Horizonte, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais, agentes públicos, imprensa e sociedade. Este ano, o Congresso tem como tema “Cidades: é aqui que eu vivo! O município é de todos” que enfatiza a importância da gestão municipal para o cidadão e apresenta opções para uma gestão eficaz. 

Palestras Técnicas

No primeiro dia do evento, 19 de junho de 2018, o Crea-Minas apresentou três palestras. A primeira delas, “A engenharia para o desenvolvimento e qualidade de vida dos municípios”, foi ministrada pelo presidente da AEAEE-UFMG e conselheiro do Crea-Minas, engenheiro civil Bernardo Abraão Lopes. Em sua apresentação, Bernardo mostra a engenharia como uma ferramenta de apoio às prefeituras municipais e aos serviços públicos. “O engenheiro não atua somente na assistência técnica de habitação, eles são peças indispensáveis para a promoção de um desenvolvimento econômico, sustentável e social.” explica Bernardo.

Já ex-inspetor do Crea-Minas em Viçosa, engenheiro agrônomo Alessandro Regino, apresentou a palestra “A importância do cadastro territorial multifinalitário para o planejamento e gestão pública”. Alessandro falou sobre o trabalho realizado em Barão de Cocais e da importância de se fazer o trabalho de campo e não se basear apenas em imagens. A imagem é muito útil para manter o cadastro atualizado, mas todos os imóveis devem ser medidos por técnicos em campo, não deve ser por amostragem”, enfatizou.

A última palestra “Mobilidade Urbana: princípios, desafios e possibilidades” foi apresentada pela integrante do Colégio de Representantes institucionais do Crea-Minas e presidente da Associação Profissional dos Geógrafos do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Aprogeo-Trialto), geógrafa Nádia Sudário.  “O plano de mobilidade vai além de transporte coletivo. Para elaborá-lo é necessário conhecer o território do município e saber quais as formas de deslocamento no município. Por isso, a participação popular é extremamente importante, mas tem que ser validada tecnicamente”, explicou a geógrafa. 

Confira as fotos das palestras