Pesquisar...

O Crea-Minas sediou, no dia 12 de junho de 2018, o segundo Seminário NR-13 que teve como objetivo apresentar aos engenheiros e profissionais do ramo que realizam as inspeções da norma nr13 as visões e iniciativas das fiscalizações do Ministério do Trabalho e do Crea-Minas, além de discutir a importância da legislação para a fiscalização de caldeiras, vasos de pressão, elevadores e tubulações industriais. 

O presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges ressaltou a importância do evento. “Este momento é importante para conhecermos mais sobre a Norma Regulamentadora 13 que diz respeito aos procedimentos de segurança relacionados com caldeiras, vasos de pressão e tubulações”, destacou Lucio. 

Já o presidente da Associação de Engenharia Mecânica e Industrial de Minas Gerais (Abemec-MG), engenheiro mecânico Marcelo Aguiar de Sousa, explicou que o seminário procura fomentar discussões e melhorar a fiscalização relativa à NR13. “A associação se preocupa em oferecer subsídios ao Crea para melhorias na fiscalização de vasos de pressão e caldeiras”, explicou Marcelo.

Palestras

A palestra que abriu o evento foi do engenheiro civil e auditor do Ministério do Trabalho Leandro Silva, que ressaltou a importância do evento que reúne o Ministério e o Crea. “É importante a troca de experiências com os profissionais da área, bem como passar a vivência da auditoria fiscal do trabalho e aquilo que realmente deva ser cumprido com relação à legislação vigente”, afirmou. Leandro apresentou as condições de grave e iminente risco e as principais irregularidades que devem ser observadas no momento das fiscalizações. A palestra refletiu sobre a importância dos profissionais de fiscalização e da criação de relatórios precisos para evitar riscos e danos materiais e humanos, além de correlacionar a NR-13 com outras normas regulamentadoras. Focando em condições de caldeiras e vasos de pressão irregulares e suas possíveis consequências causadas pela falta de informação e dificuldades de fiscalização ele foi claro, “na dúvida, vá pela segurança”. 

Em seguida, o engenheiro mecânico Guilherme Rodrigues, gerente de Fiscalização do Crea-Minas, apresentou a metodologia proativa de fiscalização adotada pelo Crea-Minas. A palestra demonstrou as etapas da inspeção de caldeiras e elevadores, discutiu sobre as dificuldades e falhas nos registro das A.R.Ts e informou sobre o treinamento realizado pelos fiscais do Crea-Minas em 2017. O engenheiro mecânico ressaltou a importância da verificação para a segurança da população, enfatizando a necessidade de realizar checagens periódicas da real situação das A.R.Ts registradas.

Durante a tarde, Renato Hideho Yoshida, auditor fiscal do Ministério do Trabalho, palestrou sobre os itens não atendidos da NR-13 em Minas Gerais, apresentando casos reais que ilustraram a necessidade da fiscalização. Ele apresentou os itens críticos da norma regulamentadora que, ao não serem atendidos, apresentam maiores riscos de acidentes e danos físicos e humanos.

A palestra de encerramento foi do engenheiro mecânico Marcos Rodrigues, atual diretor administrativo da Abemec-MG, que falou sobre as alterações da portaria 1.084 na NR-13, além de apresentar questionamentos realizados ao MT. As modificações foram abordadas de modo a relacionar os itens alterados por assunto, contando com comentários práticos e com a explicação de novos conceitos. Ele afirmou que o evento será útil para redigir um parecer oficial junto à Câmara Especializada de Engenharia Mecânica do Cera-Minas com propostas e medidas que prossigam com a discussão dos temas abordados no seminário.

Confira as fotos.

Leia a matéria: Abemec alerta sobre cuidados com gás em condomínios