Pesquisar...

O Crea-Minas realizou, nos dias 10 e 11 de maio de 2018, na cidade de Araxá, a Plenária Ordinária e o seminário Engenharia - Alavanca para o Desenvolvimento. O objetivo de levar o evento para o interior é aproximar ainda mais o Conselho da sociedade, promovendo o intercâmbio de informações entre os profissionais da região.

Dentro da programação, houve visita técnica a CBMM, empresa brasileira que explora o nióbio na região de Araxá. Na ocasião, os conselheiros do Crea-Minas tiveram a oportunidade de conhecer sobre a história da companhia, posicionamento de mercado e planejamento. Além disso, houve visita a planta industrial e a uma barragem em construção. A CBMM, conta com um centro de pesquisa em Araxá, com cerca de 80 pesquisadores brasileiro, que buscam o aperfeiçoamento e expansão dos processos industriais.

Dando sequência ao evento, ocorreu a Plenária Ordinária, que além de discutir e votar a ata da plenária anterior, os relatos de processos das Câmaras Especializadas, Comissões e Grupos de Trabalho, divulgação comunicados, houve aprovação  dos planos de trabalho das oito Câmaras Especializadas, das Comissões de Renovação do Terço, Ética Profissional, Educação, Meio Ambiente, Transporte e Trânsito, e dos Grupos de Trabalho de Meio Ambiente e Saneamento Ambiental e Estrutura Curricular e suas atribuições para o ano de 2018. 

O presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, destacou a participação maciça dos conselheiros. “É muito bom reunir mais de 95% dos conselheiros do Crea aqui em Araxá para promover o diálogo que norteia nossa gestão”, enfatizou.

Diálogo e desenvolvimento

Na noite do dia 10, houve a abertura solene do seminário Engenharia - Alavanca para o Desenvolvimento que contou com a participação de profissionais do Sistema, inspetores do Crea-Minas, prefeitos da região, membros do Crea Júnior e outros interessados. O presidente Lucio Borges falou da honra de estar presidindo os trabalhos em sua cidade natal e da relevância de o Crea-Minas levar temas tão ricos para serem discutidos no interior do estado. “Percorremos toda Minas Gerais durante a campanha e a nossa gestão também vai ser assim. Queremos levar essa discussão para outras regiões e vamos nos esforçar para que isso aconteça”, afirmou Lucio.

O presidente do Senge-MG, engenheiro eletricista Raul Otávio, reforçou a importância de ampliar a discussão para outras regiões e envolver estudantes e sociedade, além dos profissionais. “No nosso meio, muitas vezes falamos em valorização da engenharia, mas devíamos entender que essa valorização está ligada ao entendimento que a sociedade tem do nosso trabalho”, afirmou Raul.

Já o diretor de Relações Institucionais do Crea-Minas e coordenador do Seminário, engenheiro civil Pedrinho da Mata, que é de Araxá, falou da satisfação de reunir os profissionais e lideranças do Conselho na cidade e de promover o seminário. “Não precisamos mudar de país e sim mudar o país. Nós, profissionais da área tecnológica temos um papel fundamental no desenvolvimento do país e precisamos pensar com sustentabilidade e responsabilidade”, frisou. 

Também presente a solenidade, o presidente da Associação dos Municípios da Micro Região do Planalto de Araxá (Ampla) e prefeito de Pedrinópolis, Antônio José Gudim, destacou a importância do Seminário para a região. “Não adianta as prefeituras buscarem verbas sem engenharia. Temos que saber sobre projetos para conseguirmos desenvolver”, destacou. Já o prefeito de Pirajuba e vice-presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Rui Ramos, falou sobre a dificuldade de se contratar técnicos. “Há uma carência de profissionais, principalmente nas cidades menores”, enfatizou Rui. 

O evento contou ainda com a participação do presidente da Câmara Municipal de Araxá Fabiano Santos Cunha e da vice-prefeita Lídia Jordão que enfatizou o quanto os engenheiros são facilitadores, transformadores e garantidores de vidas. “Como é boa essa troca, receber vocês aqui para falar da engenharia que é tão fundamental para nossas cidades, para nossas vidas”, destacou Lídia.

O presidente da Faea-MG, engenheiro civil Jean Marcus Ribeiro, falou sobre o papel da engenharia na sociedade. “Estamos falando de segurança. Nossa missão é a preservação da vida”, destacou. Jean explica ainda que o Crea quer estabelecer um diálogo para que possa gerar produtos para a população. Já o diretor da Mútua, Marcelo Morais, frisou que para fazer qualquer coisa dar certo é preciso reunir as pessoas e conversar, como o Crea está fazendo aqui em Araxá. O presidente da Associação dos Engenheiros e Agrônomos da Região de Araxá, engenheiro Eduardo Guimarães, entende que trazer a engenharia para ser discutida na cidade é um de muita importância para a sociedade local e para as cidades do entorno.

Crea Júnior - Núcleo Araxá

Na oportunidade, foi instalado o Núcleo do Crea-Minas Júnior em Araxá. Foram empossados a coordenadora-geral Carolina Flávia Souza e o adjunto Raphael Russo Borsatto; os coordenadores financeiros Cícero Aléx Aguiar e Iara Fernandes Moreira; de Gestão de Pessoas Ernandes Resende da Silva Júnior e Tayna Valeriano; de Comunicação e Markentig Tiago Rui Alvez e Lucas Caetano da Silva; de Projetos e Eventos Raphaella Lamounier Reis de Araújo e Danielli Kérolin Cattarine de Moraes; e de Documentos Nicolly Silva Leal e Talita Káren Magalhães Amaral. A posse foi validada pela vice-presidente estadual e coordenadora nacional do Crea Júnior, graduanda em engenharia civil Thainá Prando Basto e pelo presidente do Crea-Minas, Lucio Borges.

Confira as fotos:

Visita Técnica a CBMM

Plenária Ordinária

Abertura do Seminário: Engenharia - Alavanca para o Desenvolvimento e posse do Crea Júnior - Núcleo Araxá