Pesquisar no site...

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia na íntegra

O Crea-Minas, em parceria com a Associação de Ex-Alunos da Escola de Engenharia da UFMG, vai capacitar profissionais de engenharia, agentes sociais e gestores públicos em mais de 80 cidades mineiras até o final deste ano. Serão dois dias de treinamento em cada município para diagnóstico e elaboração de projetos. O treinamento faz parte do projeto "Engenharia Pública e Assessoria na Gestão de Projetos de Infraestrutura Urbana e Rural". O coordenador do projeto, presidente da AEAEE-UFMG e conselheiro do Crea-Minas, engenheiro civil Bernardo Abraão Lopes, lembra que a ideia é romper com o paradigma de que o engenheiro atua somente na assistência técnica de habitação, e mostrar que eles são peças indispensáveis para a promoção de um desenvolvimento econômico, sustentável e social.

Bernardo Abraão: Quando você faz um trabalho responsável de Engenharia, com planejamento e infraestrutura, você gera trabalho no próprio município. Vamos absorver mão de obra e não vamos ficar deslocando famílias, pessoas, em busca de trabalho. E depois este trabalho não passa a existir. E família não tem mais nenhuma referência. Esta é uma visão diferente. Vamos trabalhar resolvendo problema em casa, nos municípios. É a questão do desenvolvimento econômico, social sem a geração de passivos ambientais e sociais.

Para construir esse conceito mais amplo de engenharia pública, Bernardo identificou 17 demandas municipais não somente na área de habitação, como também nas áreas de saúde, nutrição, abastecimento de água, esgotamento sanitário, obras específicas, transporte, manutenção, educação e outras.

A primeira cidade a receber o treinamento será Santa Bárbara, na região Central de Minas Gerais, nos dias 26 e 27 de abril. A capacitação será constituída de palestras, levantamento das demandas locais, visitas técnicas em pontos críticos nos bairros e elaboração de diagnóstico técnico para apontar soluções para cada problema identificado. Ou seja, fornecer informações para que a própria comunidade, em parceria com os profissionais, promova o desenvolvimento das cidades.

Bernardo Abraão: Isso tem sido muito apoiado pelos inspetores do Crea-Minas. Eles atuam nos municípios e através desta interlocução, desta influência direta com os gestores públicos, têm facilitado. E, em pouco menos de três meses que começou o projeto, já apareceram mais de 80 municípios interessados em ter este tipo de orientação. O treinamento é fácil, e ele continua depois. O objetivo é capacitar também os profissionais locais.

O Crea-Minas e a Associação de Ex-Alunos da Escola de Engenharia da UFMG formataram um curso de 360 horas para qualificar os profissionais nos municípios. Ele que deverá ser lançado no segundo semestre.