Pesquisar...

A valorização da engenharia e o atual cenário econômico foram os assuntos discutidos entre o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, e o presidente do Instituto Mineiro de Engenharia Civil (Imec-MG), engenheiro civil Marcelo Fernandes, durante reunião no dia 06 de abril de 2018, na sede do Conselho.  

A paralisação das obras em várias cidades do país ocorreu principalmente devido a falta de repasses dos recursos federais. Um estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), realizado em 2017, apontou que mais de oito mil obras estão paralisadas em quase quatro mil cidades do país. Outras 11.252 obras que deveriam estar em andamento sequer foram iniciadas, num total de investimentos de cerca de R$ 32 bilhões. As cidades do estado de São Paulo lideram o ranking, com 1.137 obras paralisadas, seguidas pelas cidades do Rio Grande do Sul (946) e de Minas Gerais (920). Entre os empreendimentos estão pavimentação de vias, praças, espaços esportivos, construção de unidades públicas de saúde e de habitação social.

Os empreendimentos paralisados impactaram negativamente a economia e  causaram prejuízos às empresas e aos profissionais. De acordo com o presidente do Crea-Minas, é indispensável a atuação da engenharia para retomada do crescimento econômico. “O sensível quadro da atual conjuntura econômica brasileira impõe ao país uma série de desafios. O setor produtivo, infalivelmente, está entre as áreas mais afetadas por essa instabilidade. Acreditamos que para reverter esse quadro é preciso fortalecer a autoridade técnica da engenharia com sua força para promover o desenvolvimento econômico e social”, ressaltou Lucio.

Segundo o presidente do Imec-MG, neste momento de desaquecimento da economia e de paralisação das obras é fundamental que os profissionais do Sistema Confea/Crea procurem investir mais na formação profissional. “Temos muitos profissionais fora do mercado devido à falta de qualificação técnica. Acredito que uma alternativa é buscar os cursos de especialização, pois eles podem possibilitar para novas oportunidades de atuação”, destacou Marcelo.

Confira as fotos