Com realidades diferentes, seja pelo número de profissionais registrados, seja pela abrangência, os conselhos e ordens profissionais enfrentam o mesmo desafio, a adequação à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Foi para conversar sobre esse tema que presidentes de três conselhos regionais, membros dos Conselhos e Ordens Profissionais de Minas Gerais (COP-MG), se reuniram na sede do Crea-MG, no dia 28 de julho.

Na oportunidade, o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Fernando Borges, ressaltou a importância dessa troca de experiências. “Precisamos mesmo dar essa nivelada no COP-MG, acho fundamental essa jornada conjunta. Aqui nós temos as orientações do Confea, que fez uma nota técnica, e estamos em contato constante com outros Regionais, mas esse diálogo com conselhos de outras áreas é fundamental”, afirmou.

A importância de se fazer um inventário de dados, bem como o trabalho conjunto da comunicação, jurídico e tecnologia da informação foram destacados pela presidente do Conselho Regional de Relações Públicas (Conrerp 3ª Região), Anita Cardoso. “É preciso fazer um levantamento de dados para conhecermos os riscos. Essa análise inicial é importantíssima de ser feita para conhecer as vulnerabilidades e criar um plano de gestão de crise”, explicou.

O presidente do Conselho Regional de Administração de Minas Gerais (CRA-MG) e do COP-MG, Jehu Aguilar, vê com bons olhos essa união para tratar do tema, além de defender a necessidade de treinamento. “Queremos apoiar os conselhos nessa adequação. Podemos disponibilizar material para treinamento e outros”. Jehu também falou sobre promover um evento com todos os membros do COP, com palestras da presidente Anita e do Data Protection Officer (DPO) do Crea-MG, André Oliveira, ambos com conteúdo sobre LGPD para compartilhar.

Crea-MG - Com o inventário de dados previsto para terminar no próximo mês, o Crea-MG iniciou, esta semana, uma série de treinamentos que envolvem todos os funcionários, estagiários e terceirizados. O treinamento está sendo ministrado pela consultora Carolina Hamdan e por André. Presente na reunião, o DPO falou da complexidade do mapeamento de dados no Crea-MG e do trabalho de se ajustar os normativos internos à nova lei.

Além dos três presidentes e do DPO do Crea-MG, estavam presentes o assessor da Presidência do Conselho engenheiro de minas Tarcísio Caixeta e a DPO do Conselho Regional dos Representantes Comerciais de Minas Gerais (Core-MG), Sabrina Sabino.


Adriana von Krüger
Divisão de Comunicação e Publicidade
Publicada em 28 de julho de 2021