O jornal O Tempo publicou, na edição do dia 28 de julho de 2021, o artigo A era digital a serviço da eficiência nos órgãos públicos, assinado pelo presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges. No texto, o presidente destaca os seis meses de implantação do novo sistema de informação do Conselho, o Sitac, que oferece todos os serviços de forma online e 100% digital.

Confira abaixo a íntegra do artigo.

 

A era digital a serviço da eficiência nos órgãos públicos

 

Lucio Borges

Engenheiro civil e presidente do Crea-MG

 

 

A modernização na prestação do serviço público é um caminho cada vez mais pavimentado. A tecnologia existente hoje proporciona comodidade, praticidade e eficiência a toda a sociedade. Nesse sentido, a gestão pública tem o dever de se atualizar e acompanhar esses avanços.

A pandemia de covid-19 acelerou essa transformação digital que já estava em curso. A tecnologia foi incorporada para simplificar processos, melhorar a prestação de contas e, neste contexto de distanciamento social, realizar um atendimento mais adequado à população.

Alinhado a essas demandas, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) terminou a gestão 2018/2020 com os últimos ajustes na nova plataforma de serviços online, o Sitac-MG. O objetivo era entrar em 2021 com um Conselho com atendimento totalmente digital. O projeto, iniciado em 2018, mobilizou diretores, conselheiros, inspetores, funcionários e outros colaboradores no sentido de desburocratizar e ampliar a oferta de serviços online, garantindo mais agilidade, eficiência e transparência. A decisão pela prestação de serviço integralmente digital se deu após um diagnóstico realizado no Conselho e a percepção da necessidade da simplificação e modernização de processos pelo uso da tecnologia. Com um banco de dados único, agregando as informações de mais 17 sistemas, o Crea-MG atingiu sua maioridade tecnológica.

Disponível desde o dia 4 de janeiro de 2021, o Sitac-MG mudou a maneira de os usuários se relacionarem com o Conselho. Nesses seis meses, todos os serviços passaram a ser oferecidos de forma online e 100% digital, com estimativa de redução de 70% no atendimento presencial. Esse é um processo de transformação da cultura interna, uma mudança na forma de o Crea-MG prestar os serviços, atender e de se relacionar com os profissionais, as empresas e a sociedade. Desde a implantação do novo sistema, já foram realizados mais de 500 mil atendimentos online.

Essa transformação digital vai representar, ainda, uma economia inicial de R$600 mil por ano aos cofres do Conselho com a redução em contratos de licença de uso de software e infraestrutura existentes, já descontado o investimento com a nova solução. Ainda terá um ganho ambiental, que se refere à redução substancial do volume de impressão de papéis.

O processo de migração para o novo sistema envolveu o tratamento de cerca de 40 bilhões de dados, que foram analisados, saneados e transferidos para o Sitac-MG. E, apesar de profissionais, empresas e sociedade poderem resolver tudo virtualmente, todas as 81 unidades de atendimento no estado foram mantidas a fim de atender toda a população, inclusive pessoas que não têm acesso a canais digitais e aos dispositivos como smartphones, computadores, tablets, entre outros.

Além do atendimento externo, com o novo sistema, os processos internos também passaram a tramitar de forma eletrônica, por exemplo, nas Câmaras Especializadas. Por meio do novo sistema, os conselheiros vão receber, analisar e relatar processos sem que haja a necessidade de papel circulando. Isso traz comodidade e segurança jurídica para nossos diversos públicos. O Sitac-MG provocou uma revolução digital no Crea-MG e estabeleceu um novo patamar na prestação de nossos serviços.