Para fazer um balanço das ações realizadas em 2020 e traçar planos para 2021, o Colégio Estadual de Entidades (CEE) reuniu suas lideranças em um encontro virtual no dia 22 de dezembro. Dentre os temas de destaque, o chamamento público, prestação de contas e a migração da plataforma de serviços do Conselho para o Sitac/Versão MG.

Na oportunidade, o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, falou sobre as dificuldades enfrentadas por todos em função da pandemia, além de agradecer o apoio que recebeu durante as eleições, tendo sido reeleito para o próximo mandato, com mais de 80% dos votos. "Vamos continuar trabalhando junto com vocês. Temos vários desafios, como os chamamentos públicos passados e como fazer o do próximo ano. Além disso, gostaria de pedir o apoio de vocês para o nosso projeto Ponte Digital. Vamos começar o ano com o Sitac/Versão MG que muda a nossa forma de atender", destacou Lucio.

O coordenador do CEE, engenheiro mecânico Waldimir Teles, reforçou a necessidade de as entidades estarem com suas contas em dia para poderem participar de um novo chamamento público. Ele lembrou ainda que, além do chamamento do Crea-MG, a Mútua e Confea também têm editais para apoiar as atividades das entidades. "Para 2021, estamos negociando para aumentar o limite do chamamento, que este ano foi de 70 mil reais por projeto. Precisamos ter um comprometimento maior para fazer um chamamento bacana, executar e prestar contas para continuarmos aptos a concorrer aos recursos", reforçou Waldimir.

A reunião, que contou com a participação de quase 50 pessoas, foi conduzida pelo engenheiro civil Jean Marcus, gerente do Departamento de Comunicação e Relação com os Colégios. Participaram, além do presidente Lucio Borges, representantes de entidades, o diretor de Relações Institucionais do Conselho, engenheiro civil Álvaro Goulart; o gerente do Departamento de Planejamento, Gestão e Tecnologia, engenheiro mecânico César Paiva; e o controlador André Oliveira.