Pesquisar no site...

Com os conselheiros divididos em três ambientes – plenário, salão nobre e auditório –, para manter uma distância segura, o Crea-MG retomou, no dia 15 de outubro de 2020, as plenárias, que estavam suspensas desde março, em função da pandemia do novo coronavírus. Foi utilizado um novo sistema de votação por celular e transmissão, pelo telão, para os conselheiros que estavam fora do plenário.

Além das votações regulares, de processos e outras, apresentação do resultado das eleições do Sistema pela Comissão Eleitoral Regional, os conselheiros assistiram a uma breve apresentação do superintendente de Planejamento, Gestão e Tecnologia, engenheiro mecânico César Paiva, sobre o andamento do Ponte Digital, um projeto de gestão que prevê, dentre outras coisas, implantação de um novo sistema de serviços, o Sistema de Informações Técnicas Administrativas – Sitac/Versão MG. 

César falou sobre o programa de treinamento e a intensificação da comunicação. "Com 90% do projeto concluído, a virada do sistema está prevista para o final do ano, estando disponível em 4 de janeiro de 2021", garantiu o superintendente. Para ele, um dos principais ganhos do Sitac é a digitalização dos processos. "A gente não vai ter necessidade de vir ao Crea para solicitar qualquer tipo de serviço. Vamos fazer isso online, até pelo celular. Com a implantação desse sistema, vamos dar um salto tecnológico, teremos mais assertividade e um menor tempo de resolução das demandas", afirmou César.

PLENARIAPONTE

Conselheiro Federal - O conselheiro federal por Minas Gerais, engenheiro civil Gilson Queiroz, também falou de seu trabalho no Confea. Ele, que divide as atividades com seu suplente, também engenheiro civil, Ivo de Oliveira Júnior, destacou, que apesar da pandemia, 2020 foi de grande produtividade. Dentre as principais demandas levadas por eles ao Confea, está a discussão do registro dos egressos do curso de agroecologia que tem um conteúdo que é 70% coincidente com agronomia.  "Não podemos correr o risco de ter uma grande quantidade de profissionais sem registro no Conselho fazendo as atividades que são coincidentes com as atividades dos agrônomos", defendeu Gilson. Além disso, acompanharam temas de interesse das entidades de classe, as resoluções publicadas pelo CFT e, a recriação da Câmara Especializada de Engenharia do Trabalho. 

Carta do Crea-MG aos candidatos - O documento preparado pelo Conselho com propostas da engenharia, da agronomia e das geociências para os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores foi apresentado pelo vice-presidente do Crea-MG, engenheiro mecânico Edilio Veloso. Os candidatos podem aderir às propostas acessando o site do Conselho e o material impresso está disponível para os conselheiros levarem para suas cidades. "O Crea está ativo, participando e mostrando que estamos juntos na elaboração de políticas públicas para trazer cada vez mais melhorias para as nossas cidades", ressaltou Edilio.

A sessão foi conduzida pelo presidente do Conselho, engenheiro civil Lucio Borges, que reassumiu seu cargo após ser reeleito para mais um mandato. Lucio agradeceu a expressiva votação alcançada e a atuação de Edilio, que esteve no exercício da Presidência por sete meses. “Nosso projeto de gestão é compartilhado e com apoio de todos envolvidos na gestão ele soube dar seguimento a ele com comprometimento e determinação”, afirmou Lucio.