Alinhado a sua missão de defender os interesses sociais e humanos, promovendo a valorização profissional, o desenvolvimento sustentável e a excelência do exercício das atividades profissionais, o Crea-MG criou o Grupo de Trabalho Lítio – Extração e Beneficiamento. A primeira reunião do GT ocorreu em 3 de julho de 2020, na sede do Conselho, com a presença de membros titulares e convidados.

Coordenado pelo conselheiro da Câmara de Mecânica e Metalurgia (CEMM) do Crea-MG, engenheiro mecânico Cláudio Messias, o GT pretende fomentar o debate técnico acerca dos processos envolvidos desde a extração e beneficiamento do lítio, passando pela logística e pelos impactos sociais e econômicos gerados pela cadeia produtiva. Apelidado de petróleo branco, o lítio é muito utilizado na fabricação de baterias elétricas, cerâmicas e vidrarias e medicamentos.

Na reunião de abertura do GT, Cláudio Messias, destacou que o Conselho pode contribuir muito para o debate. Ele lembrou que, em 2017, foram encontradas novas reservas de lítio no Vale do Jequitinhonha e que é necessário acompanhar para que a região, uma das mais pobres do estado, possa se beneficiar da descoberta. “Queremos que nossas riquezas naturais sejam utilizadas para o desenvolvimento das cidades que estão sendo exploradas e que os engenheiros ali envolvidos sejam valorizados. Temos que ter respeito à economia local e realizar a extração e beneficiamento do lítio com responsabilidade ambiental”, enfatizou.

Grupo de Trabalho

Com nove reuniões programadas até o final do ano, o GT é formado pelos conselheiros engenheiro mecânico Cláudio Messias, engenheira química Carolina Maria Ferreira dos Santos e geólogo Cid Queiroz Fontes. Além dos convidados engenheiro ambiental Alírio Ferreira Mendes Júnior, engenheiro civil Gabriel Navarro Rabelo Teixeira, engenheira civil Maria Lúcia Ferreira de Souza, engenheiro mecânico Josias Gomes Ribeiro Filho, engenheiro ambiental Ricardo dos Santos Soares e engenheiro civil José Marques Souza Santos.

mapalitiobrasilcprm