O Projeto de Fiscalização em Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações, criado em fevereiro deste ano, pela Superintendência Regional do Trabalho, em parceria com o Crea-MG, foi apresentado para 80 profissionais. Motivado pela revisão, realizada em 2017, da Norma Regulamentadora 13 (NR-13), que estabelece requisitos mínimos para gestão da integridade estrutural de caldeiras a vapor, vasos de pressão e suas tubulações de interligação, visando à segurança e à saúde dos trabalhadores, o projeto conta ainda com apoio do Confea e da Federação Nacional da Engenharia Mecânica e Industrial (Fenemi).

O encontro foi promovido pela Associação de Engenharia Mecânica e Industrial de Minas Gerais (Abemec-MG), no dia 27 de maio. Segundo o presidente da entidade, engenheiro mecânico Waldimir Teles, a Abemec-MG vai oferecer capacitação técnica voltada para NR13. “Vamos disponibilizar, até novembro deste ano, palestras e cursos para que o profissional legalmente habilitado possa se atualizar e exercer a responsabilidade técnica observando as medidas de segurança nas operações", destacou. 

De acordo com a coordenadora do Projeto, auditora-fiscal Julie Santos, o objetivo é a regularização dos equipamentos em indústrias químicas, petroquímicas, metalúrgicas, automotivas, alimentícias, entre outros. “Fizemos algumas inspeções de diagnóstico para o projeto e encontramos irregularidades relativas à ausência de manutenção ou mesmo instalação inadequada dos equipamentos. Quando estão em desacordo com a NR 13 podem causar acidentes graves e fatais, como explosão, incêndio e choque elétrico”, ressaltou.

O próximo encontro está programado para ocorrer, em agosto, por videoconferência. Será direcionado aos representantes de empresas do segmento industrial do estado e conduzido pelo conselheiro da Câmara de Engenharia Mecânica e Metalúrgica do Crea-MG Ronaldo Bandeira.   

 

Cartilha

Confira a cartilha editada pela Abemec-MG que trata da NR13.