Pesquisar no site...

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia o texto na íntegra:

Um diário que registra as atividades em uma obra ou serviço, desde a fundação até a entrega. Um histórico legal, contábil, administrativo e técnico que permite o registro periódico da atividade, assegurando ao prestador do serviço, contratante e à sociedade melhor acompanhamento e controle da participação efetiva de um profissional habilitado. Estes são alguns dos valores do Livro de Ordem,  documento obrigatório de acordo com a Resolução do Confea 1094, de 2017. Depois de aprovado o normativo, o Crea-MG inseriu um campo específico sobre o Livro no formulário de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Assim, o profissional declara formalmente o conhecimento desta obrigatoriedade. A ausência do documento impede que o profissional obtenha a Certidão de Acervo Técnico referente a execução ou fiscalização de obras. O engenheiro civil Fábio Fonseca, assessor da Presidência do Crea-MG, destaca alguns registros obrigatórios no livro. 

Fábio Fonseca:  Por exemplo, os dados do empreendimento, data de início e fim, de conclusão, os relatos de visitas de profissionais, acidentes que por ventura possam acontecer, todos os terceirizados, todos os RTs deles, todos os serviços contratados e informações relevantes ao período dos contratos.

Registros já existentes, como Boletim Diário, Livro de Ocorrências, Diário ou Caderneta de Eventos, em uso pelas empresas e profissionais podem ser admitidos como Livro de Ordem, desde que atendam a exigência da Resolução 1094/2017, do Confea. A obrigatoriedade da adoção do Livro de Ordem atende a uma orientação da Controladoria Geral da União, que considera o documento instrumento auxiliar de fiscalização. 

Fábio Fonseca: Preferencialmente, até seguindo orientação do Confea, o Livro de Ordem pode ser digital. Então ele é apresentado no momento da solicitação, não fica retido no Crea-MG. Mas precisa estar de acordo com estes pré-requisitos que estão na Resolução 1094. 

O profissional registrado no Crea-MG pode acessar o modelo no site do Conselho www.crea-mg.org.br.