Pesquisar no site...

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia o texto na íntegra

O Crea-MG e a Associação Brasileira de Metalurgia e Mineração firmaram nesta quinta-feira, 23 de janeiro de 2020, acordo de cooperação para desenvolver trabalhos e ações no âmbito científico, acadêmico e tecnológico. A assinatura ocorreu durante reunião do Plenário do Crea-MG, composto por conselheiros representantes das diversas Entidades de Classe e Instituições de Ensino do Estado. O acordo tem como foco promover o desenvolvimento dos profissionais e a inovação. Quem explica é o engenheiro mecânico Francis Saldanha, diretor de Gestão, Planejamento e Tecnologia do Crea-MG.

Francis Saldanha: A evolução tecnológica e científica, a inovação em processos, produtos e gestão nas áreas de nas áreas de metalurgia, materiais e mineração, para o desenvolvimento da indústria e da academia. Esse é o foco do convênio.

A Associação Brasileira de Metalurgia e Mineração é uma entidade nacional com 75 anos de representação. A ABM tem amplo acervo documental e editorial, como uma revista técnica de grande prestígio na comunidade científica, além de calendário anual de eventos, como congressos, seminários, simpósios e workshops, premiações e cursos de capacitação. Essas atividades geram centenas de contribuições técnicas, além de promover o intercâmbio de informações e o inter-relacionamento dos profissionais da indústria, professores, pesquisadores e estudantes. O engenheiro metalúrgico Horacidio Leal Barbosa Filho, presidente executivo da ABM, destaca o valor da parceria.

Horacidio Filho:  As entidades tem objetivos um pouco distintos, mas se complementam. Nós, com o desenvolvimento técnico-científico, de gestão, que pode contribuir com todos os profissionais vinculados ao Conselho. E para a associação, ter uma instituição parceira como Crea-MG é muito importante, no engrandece.

O convênio prevê a instalação da Regional ABM no Crea-MG, que será dirigida pelo engenheiro metalúrgico Gilvander Fontes Carvalho. Em abril haverá um curso sobre aglomeração de minérios de ferro.

Gilvander Carvalho: É um curso que tem alta demanda do mercado, os profissionais, os engenheiros procuram este curso. Então, a gente acredita que este é um começo positivo e forte desta parceria com o Crea-MG. 

O convênio entre o Crea-MG e a ABM tem duração de 30 meses e pode ser renovado desde que a cooperação mútua tenha sido realizada regularmente; e haja interesse das partes nesta prorrogação.

Convenio Crea e ABM