Pesquisar no site...

A última Reunião Regional dos Colégios Estaduais de Inspetores (CEI), de Entidades (CEE) e de Instituições de Ensino (CIE) entre as sete realizadas em todas as regiões de Minas ocorreu no Sinduscon Lagos, em Varginha, no dia 24 de outubro de 2019. Em pauta, os assuntos debatidos foram PEC 108/2019, fiscalização, parcerias e convênios, chamamento público e projetos do Crea-MG.

Mais de 40 pessoas participaram do evento, entre inspetores, conselheiros, representantes de entidades, de instituições de ensino e profissionais. A reunião foi conduzida pelo inspetor-chefe de Varginha, engenheiro civil Adimar Rezende Lages. “Esse encontro aqui em Varginha é muito importante para a valorização profissional. É um momento de trocarmos ideias para fortalecer as profissões e contribuir com o desenvolvimento da nossa região”, ressaltou.

Um Crea-MG presente e ativo em todas as regiões do estado, buscando maior representatividade, proximidade e transparência perante a sociedade foi o propósito das sete reuniões, segundo o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges. “Percorremos em um mês todas as regiões, levando informações dos nossos projetos aos profissionais. Os encontros foram muito importantes para nós. Esclarecemos dúvidas e ouvimos sugestões que vão ajudar no nosso trabalho”, destacou.

PEC 108/2019

Assim como nas outras reuniões, PEC 108/2019 foi um tema bastante debatido. A proposta pretende acabar com a obrigatoriedade da inscrição dos profissionais nos conselhos e transformar a sua natureza jurídica de públicos para privados, o que pode inviabilizar uma de suas principais atividades finalísticas, que é a fiscalização. “Estamos muito mobilizados contra a PEC 108. Com a instalação da Frente Mineira em Defesa dos Conselhos ganharemos mais força dos parlamentares para tentar barrar a proposta. Não podemos aceitar que acabem com nossas profissões”, ressaltou Lucio Borges.

Criticando também a PEC 108, o presidente do Sinduscon Lagos, engenheiro civil Sebastião Rogério, afirmou que este é o momento de procurar os parlamentares em razão dos riscos envolvidos se for aprovada. "Essa PEC tenta desestruturar e desregulamentar a engenharia, abrindo espaço para quem desejar entrar no mercado sem habilitação. Isso é um perigo muito grande para a sociedade", enfatizou.

Ponte Digital

O superintendente de Relações Institucionais do Crea-MG, engenheiro civil Jean Marcus Ribeiro, apresentou o projeto Ponte Digital qure vai agregar tecnologia, gestão e desenvolvimento interno. O projeto visa a implantação de uma solução que unifica 17 sistemas utilizados internamente pelo Crea-MG, uma plataforma já implantada por outros 14 Creas, que vai facilitar a vida dos profissionais. “Teremos uma evolução na gestão e modernização do Conselho, maior alinhamento com o Sistema Confea/Crea, redução de inconsistências de cadas de profissionais e de custos de processamento, dentre outros benefícios”, enfatizou.

Parcerias e atuação dos Colégios

As parceiras e convênios foram explicadas pelo presidente Lucio Borges. Ele esclareceu que o Crea-MG tem feito cooperações técnicas com prefeituras envolvendo a troca de informações e dados nas fiscalizações de obras e empreendimentos.

Já o coordenador do Colégio de Entidades do Crea-MG, Fernando Magalhães, explicou chamamento público e a coordenadora da Regional Sul do Colégio de Instituições de Ensino, Cidélia Lima, falou sobre o Congresso de Instituições de Ensino, que será realizado no dia 08 de novembro.

O Congresso despertou o interesse do coordenador do curso de engenharia mecânica e de produção do grupo Unis, Eduardo Guedes. Para ele, o Crea-MG tem contribuído com a formação dos futuros profissionais. "Este acompanhamento do Conselho nos cursos de engenharia é muito salutar para todos nós", salientou.

Após a reunião, os participantes conheceram o laboratório de ensaio de materiais de construção civil do Sinduscon Lagos, onde é feita a análise de compressão de concretos,caracterização de solos, resistência de blocos de concreto.

Todos em Varginha