Pesquisar no site...

Seminário, reuniões plenária, de diretoria e de câmaras. A série de ações realizadas de 02 a 04 de outubro, em Sete Lagoas, aproximou ainda mais o Crea-MG dos profissionais e da sociedade. Esta é a segunda vez, este ano, que o Conselho transfere suas atividades para o interior. A primeira ocorreu, em junho, em Uberaba.

Os  alunos e professores do Centro Universitário de Sete Lagoas (Unifemm) assistiram ao seminário “Engenharia e Novos Mercados”, que abordou inovações tecnológicas aliadas à engenharia, oportunidades e atuação dos profissionais no século XXI.

Na oportunidade, ocorreu a reunião de diretoria do Crea-MG, que contou com participação do reitor do Centro Universitário de Sete Lagoas (Unifemm), engenheiro agrônomo Antônio Fernandino de Castro Bahia, e das coordenadoras dos cursos de engenharia Denise Silva e Janine Gonçalves. “A melhor forma de valorização das profissões é formarmos bons profissionais que tenham não só competência técnica, mas também valores que os habilitem a exercer sua atividade com ética, responsabilidade e senso do que é assinar uma Anotação de Responsabilidade Técnica”, avaliou o reitor.

Para discutir, propor e acompanhar as ações em prol da valorização profissional, o presidente do Crea- MG, engenheiro civil Lucio Borges, visitou a Universidade de São João Del Rei, campus Sete Lagoas, e a Unifemm, onde ocorreram as reuniões das Câmaras Especializadas do Crea-MG e foi exibido o painel “A atuação dos engenheiros e engenheiras no século XXI”. A coordenadora Denise Silva destacou que a apresentação feita pelo Crea-MG no Centro Universitário trouxe importantes informações para os alunos e professores. “Muitas vezes a instituição não tem o conhecimento necessário de como o Crea concede as atribuições aos futuros profissionais”, destacou Denise.

Plenária

Conselheiros, diretores do Crea-MG e inspetores do Conselho em Sete Lagoas participaram da plenária no auditório da Unifemm. A reunião também foi prestigiada pelo reitor da faculdade e pelo prefeito do município Duílio de Castro. “O Crea é o nosso parceiro aqui em Sete Lagoas na fiscalização. Nas nossas comissões temáticas e grupos de trabalho [da prefeitura], temos 80% de participação de representantes do Conselho que estão nos dando uma grande contribuição na construção civil e em outras áreas”, ressaltou Duílio. 

O presidente Lucio Borges avaliou que as atividades desenvolvidas em Sete Lagoas tiveram resultados positivos e afirmou que no ano que vem serão realizadas duas novas plenárias no interior, uma em cada semestre. “Essas reuniões são importantes para aproximarmos mais dos profissionais e da sociedade, a fim de que possam conhecer as atividades do Crea, os conselheiros e o plenário, que é o nosso órgão máximo deliberativo”,  enfatizou.

 
Plenaria Sete Lagoas