Pesquisar no site...

O Crea-MG sediou mais uma reunião dos presidentes dos Creas do Sudeste no dia 20 de março de 2019. Esses encontros vêm ocorrendo periodicamente com o objetivo principal de troca de experiências. O presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, falou como é importante receber outros presidentes aqui. “Nossa gestão tem como marcas o diálogo e a integração. Fico muito feliz em receber, mais uma vez, os presidentes do Sudeste para essa rica conversa”, afirmou Lucio.

Para a presidente do Crea-ES, engenharia civil Lúcia Helena Vilarinho Ramos, é preciso promover esses encontros com frequência. “Para nós, é muito significativo porque recebemos informações valiosas sobre várias questões. Levamos resultados para implantar em nossa base melhorando a prestação de serviço. O objetivo é sermos cada vez mais atuantes e como somos um Sistema sempre a experiência dos outros Regionais é sempre muito rica”, enfatizou Lúcia. Ela acrescentou ainda que em reuniões como essa, menores, os resultados são muito positivos. “Num grupo pequeno, ficamos mais focados na troca, o que é ótimo”, destacou.

Segundo o presidente do Crea-SP, engenheiro de telecomunicações Vinícius Marchese Marinelli, “encontros como este, protagonizado por Conselhos de grande influência no Sistema Confea/Crea, são de fundamental importância para o aprimoramento da fiscalização do exercício profissional dentro da área tecnológica. Juntos, nos prestamos ao esforço de uma intercomunicação entre os participantes cada vez mais articulada e só desta maneira, estabelecendo procedimentos padronizados que acabam por construir um discurso único e objetivo, poderemos alcançar sucesso nas nossas demandas comuns”.

Já o presidente do Crea-RJ, engenheiro eletricista Luiz Antônio Cosenza, explicou que essas reuniões têm uma pauta e que cada um dos Creas pode oferecer sua experiência de acordo com a necessidade dos outros Regionais. “Quando um Crea já tem a experiência, podemos balizar nossas decisões por ele, pois temos resultados concretos. No Rio, estamos fazendo um contrato com a Junta Comercial semelhante ao que o Crea de Minas tem. Saio daqui com um modelo e também conhecendo os resultados alcançados, que são muito bons. Também nos interessamos pelo convênio do Crea-MG firmado com o Conselho Regional de Contabilidade e vamos procurar fazer algo parecido”, destacou Cosenza.

Os presidentes discutiram também os procedimentos para a realização dos CEPs e do CNP, dívida ativa, possibilidade de pagamentos com cartão de crédito, assessoria parlamentar e relacionamento com estudantes e instituições de ensino. Pioneiro na criação de um espaço próprio para os estudantes e recém-formados, o Crea Júnior, e com um relevante trabalho com as IEs, o Crea-MG detalhou as experiências bem-sucedidas com esses públicos. “Estamos indo em várias escolas, queremos o Conselho próximo de todos. Agora, toda plenária conta com a participação dos coordenadores dos Colégios de Entidades, de Inspetores e de IEs. Temos que juntar todo mundo para estabelecer o diálogo e fortalecer o Sistema”, finalizou Lucio.

Confira as fotos