Pesquisar no site...

A região Central recebeu, nos dias 21 e 22 de maio de 2019, o CEP Regional entre os sete previstos para todo estado, a serem realizados até o dia 15 de junho. O evento, que precede o Congresso Estadual de Profissionais (CEP-MG), ocorreu na inspetoria, onde se reuniram os profissionais, além do prefeito do município Neider Moreira Silva, o deputado estadual Gustavo Mitre e estudantes da Universidade de Itaúna.

Na abertura, o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, destacou a importância do CEP Regional e lembrou que a região Central do Conselho produziu 70 propostas nas inspetorias. “Percebemos a vontade dos profissionais contribuírem tecnicamente na construção de políticas públicas e na elaboração de estratégias da engenharia e da agronomia para estimular o desenvolvimento local e nacional”, enfatizou Lucio Borges.

Na sequência, o inspetor-chefe de Itaúna, engenheiro eletricista Afonso Lima, ressaltou que a engenharia deve ser mais valorizada, pois está presente em praticamente todos processos produtivos. “Muitas vezes nos esquecemos de que edifícios, carros, aviões, usinas hidrelétricas e equipamentos têm a atuação dos engenheiros. Esperamos que a nova geração dos estudantes de engenharia tenha muito orgulho da profissão que escolheu”, afirmou.

O deputado estadual Gustavo Mitre concordou com o inspetor e comentou que só há desenvolvimento quando está presente a engenharia. “A duplicação da MG-050 aqui no Centro-Oeste passa pelos engenheiros. Quando os prefeitos nos demandam projetos, quem os elaboram são esses profissionais. Por isso é muito importante termos engenheiros nas comissões da Assembleia Legislativa”, concluiu.

Já o prefeito de Itaúna ressaltou que o CEP está ocorrendo em um momento que demanda alternativas para a retomada do crescimento. “Estamos enfrentando a falta de repasses de verbas. Temos usado a criatividade para manter salários, previdência e fornecedores em dia e ainda fazer os investimentos importantes em infraestrutura, através de convênios com governo federal. Algumas pautas precisam ser colocadas em discussão e o Crea tem um papel fundamental para apontar caminhos que possam ser utilizados pelo poder público no sentido de viabilizar políticas públicas que permitam o retorno do crescimento econômico”, enfatizou

Para ampliar o diálogo e proporcionar uma pluralidade de opiniões a serem consideradas na formulação de propostas, o evento contou também com a participação do coordenador-geral do Sindieletro, geógrafo Jefferson Silva. Ele  apresentou o tema matrizes energéticas e realçou o potencial das energias eólica e solar  a fim de garantir o desenvolvimento regional e nacional. O debate, mediado pelo ex-presidente do Crea-MG Gilson Queiroz Filho, buscou ouvir os profissionais e diferentes segmentos da sociedade.  

Propostas e delegados

Aproximadamente 90 pessoas participaram do CEP Regional. Além de Itaúna, estiverem presentes profissionais das inspetorias de Divinópolis, Pará de Minas, Bom Despacho, Arcos, Oliveira, Passos e São Sebastião do Paraíso que integram a Região Central do Crea-MG.

No dia 22 de maio, após discutirem Estratégias da Engenharia e da Agronomia para o Desenvolvimento Nacional, tema do 10º Congresso Nacional de Profissionais (CNP), 45 profissionais elegeram os delegados. Das propostas vindas das inspetorias, 44 foram aprovadas no CEP da Região Central e quatro novas foram formuladas, observando os cinco eixos temáticos: inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia. Seguem para o CEP-MG, 48 propostas e 20 delegados que representarão a Região Central.

10º CEP/CNP - O CEP/CNP é um fórum organizado pelo Confea, apoiado pelos Creas e pelas entidades nacionais, que tem por objetivo discutir e propor políticas, estratégias, diretrizes e programas de atuação, visando à participação dos profissionais das áreas abrangidas pelo Sistema Confea/Crea no desenvolvimento nacional, propiciando maior integração com a sociedade e entidades governamentais.

A série de eventos é realizada a cada três anos e conta com o apoio institucional da Mútua, responsável por parte do custeio das atividades e das delegações que vão participar das etapas regional, estadual e nacional.

 

Confira as fotos