Aprovada na plenária, a Comissão Organizadora Regional (COR)  do Congresso Estadual de Profissionais (CEP) realizou, no dia 15 de março de 2019, sua primeira reunião.

O encontro ocorreu na sede do Crea-MG com a participação de seis dos nove membros efetivos, além de assessores do Conselho. Na oportunidade, a COR definiu o cronograma de atividades e preparatórios para o CEP, que precede o 10º CNP.

 Em Minas, serão realizados 63 encontros nas inspetorias, sete nas regiões administrativas do Crea-MG, além da etapa estadual, que ocorrerá entre os dias 4 a 6 de julho. Do Congresso Estadual sairão as propostas de Minas a serem encaminhadas para o CNP e também os delegados para o Nacional. A Comissão Organizadora é formada por membros da diretoria do Crea-MG, coordenadores e indicados dos Colégios de Inspetores, de Entidades, de Instituições de Ensino e do Fórum de Coordenadores.

A equipe é responsável por definir o Regimento Interno e o Manual para a construção de propostas na base do Sistema Confea/Crea. Os encontros serão realizados ao longo dos meses, abril, maio e junho. O diretor de Relações Institucionais do Crea-MG, engenheiro civil Pedrinho da Mata, destaca a importância da mobilização no interior do estado. “A partir de agora, esta comissão tem a responsabilidade de elaborar estes congressos estaduais, para cumprir o que Confea nos coloca: realizar estas agendas, dar oportunidade a todos os profissionais falarem dentro dos eixos temáticos estabelecidos e elaborarem teses para o congresso nacional. Então falamos do Regimento Interno, do Manual, que irão facilitar o entendimento dos inspetores locais, da nossa base nos 63 congressos que vamos realizar. E para eles entenderem da importância deste congresso local, que vai abranger toda aquela região”, detalhou Pedrinho. 

O secretário-executivo da Comissão de Organização do Congresso Estadual, engenheiro civil Marcos Túlio de Melo, reforça que a ideia é mobilizar a base, com inspetores, conselheiros, profissionais e entidades, discutindo os temas e contribuindo com suas experiências e conhecimentos técnicos para produção de teses sobre o tema central do CNP – “Estratégias da engenharia e da agronomia para o desenvolvimento nacional”. A partir desta diretriz, foram definidos cinco eixos temáticos para discussão: inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia. “É um momento muito oportuno. estamos vivendo há algum tempo um processo de estagnação da economia brasileira. Problemas sérios envolvendo empresas de engenharia de todas as áreas de atuação, com reflexos no emprego destes profissionais e na qualificação. Então a participação do sistema neste debate e a formulação de propostas para superar esta condição é essencial”, enfatizou Marcos Túlio.

Os delegados eleitos para o Congresso Nacional terãocomposição paritária, sendo 50% com mandato no sistema, inspetores, conselheiros e 50% profissionais registrados e em dia, mas sem cargo no sistema.

Participaram da 1ª reunião da COR

  • Presidente do Crea-MG Lucio Fernando Borges – Coordenador da COR
  • Diretor de Relações Institucionais - Pedrinho da Mata - Coordenador-adjunto da COR
  • Coordenadora do Fórum de Coordenadores - Camila Karen Reis Barbosa – membro da COR
  • Indicação do CEE - Nádia Cristiana Santos Sudário – membro da COR
  • Indicação do CEE - Tarcísio dos Reis Vieira – membro da COR
  • Crea Júnior - Thainá Prando Bastos - membro da COR convidada pelo presidente 
  • Secretário-executivo da COR - Marcos Túlio de Melo
  • Diretor Administrativo e Financeiro Walmir de Almeida Januário
  • Assessores da presidência - José Tarcísio Caixeta, Mauricio Fernandes e Elder Gomes Reis.
  • Superintendente de Relações Institucionais Jean Marcus Ribeiro
  • Gerente de apoio aos Colégios Maria Cristina da Silva
  • Coordenador do plenário Raimundo Fernandes

Confira as fotos