Pesquisar no site...

Em encontro em Belo Horizonte, profissionais das áreas da engenharia, da agronomia e das geociências de todo o estado vão debater propostas sobre inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia.

Cerca de 200 profissionais, entre engenheiros, agrônomos, geólogos, geógrafos e meteorologistas de todo o estado são esperados no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) para debaterem propostas para o desenvolvimento do país. As discussões farão parte do Congresso Estadual de Profissionais (CEP), realizado pelo Conselho, em Belo Horizonte, dos dias 4 a 6 de julho de 2019. O objetivo do congresso é propor estratégias da engenharia e da agronomia para o desenvolvimento nacional. Na abertura do evento haverá três palestras para subsidiar as discussões. Elas serão proferidas pelo presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), engenheiro civil Joel Krüger; pelo presidente na Federação das Câmaras de Comércio da América do Sul, economista Darc Costa; e pelo ex-ministro da Agricultura e fundador da Embrapa, engenheiro agrônomo Alysson Paulinelli.

Os profissionais vão debater as propostas que foram aprovadas nas reuniões preparatórias realizadas em 63 cidades mineiras, em abril, e nos sete encontros regionais, em maio e junho deste ano. As proposições foram elaboradas em torno de cinco eixos: inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia, e, posteriormente, consolidadas em função das suas afinidades temáticas. “Percorremos todo o interior do estado para entender as necessidades de cada região. Mobilizamos mais de 1500 profissionais na formulação de aproximadamente 700 propostas durante as reuniões preparatórias. Isso é muito satisfatório, pois percebemos uma vontade de contribuir tecnicamente em um exercício de cidadania", conta o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges. Segundo ele, a intenção do evento é que os profissionais participem ativamente com proposições da engenharia, da agronomia e das geociências. “A engenharia é capaz de transformar a sociedade, promovendo melhorias nos aspectos de segurança, bem-estar social e humano e equilíbrio ambiental”, ressalta Lucio.

As propostas aprovadas na fase estadual e os profissionais delegados eleitos nesta etapa seguirão para o Congresso Nacional de Profissionais (CNP), realizado pelo Confea, de 19 a 21 de setembro de 2019, em Palmas, capital do Tocantins.

O congresso é gratuito e os interessados em participar podem se inscrever pelo linkbit.ly/10°CEP-MG.

 

Serviço:

Data: 04 a 06 de julho de 2019

Local: Sede do Crea-Minas - Avenida Álvares Cabral, 1600, Santo Agostinho – Belo Horizonte.