Pesquisar no site...

Comercialização de agrotóxicos será o foco da ação nas cidades de Araxá, Patos de Minas, Patrocínio e São Gotardo

Os estabelecimentos comerciais de agrotóxicos das cidades de Araxá, Patos de Minas, Patrocínio e São Gotardo serão fiscalizados pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) no período de 1 a 5 de julho de 2019. A Fiscalização Regional Dirigida (FRD) especializada no agronegócio terá como foco a receita agronômica, documento onde é prescrito o princípio ativo a ser aplicado.

O supervisor de Fiscalização do Agronegócio do Crea-MG, engenheiro agrônomo Emílio Mouchrek, explica que será verificada a assinatura do responsável técnico na prescrição da receita agronômica, bem como a existência de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). “O princípio ativo deve ser prescrito de forma adequada, por profissionais habilitados, já que seu uso indevido é de alta periculosidade e afeta diretamente o bem-estar das pessoas”, detalha Mouchrek. Segundo ele, o profissional habilitado será capaz de minimizar esses riscos, avaliando, por exemplo, o uso do princípio ativo apropriado, a dosagem correta para cada tipo de cultura, o equipamento utilizado e os cuidados na aplicação.

 A especialização da fiscalização no agronegócio, que foi implantada em 2015, aplica procedimentos específicos e acompanha atividades técnicas onde se faz necessária a presença de profissionais habilitados. “Com objetivo principal de proporcionar segurança à sociedade, e considerando que as atividades técnicas fiscalizadas pelo Sistema Confea/Crea são desenvolvidas nas mais diversas  áreas dos empreendimentos da cadeia produtiva, o Crea-MG implantou um sistema de fiscalização específico, segmentando cada área. Nesse caso, o agronegócio”, explica o gerente de Fiscalização do Conselho, engenheiro eletricista Nicolau Neder.