Pesquisar no site...

Crea-MG realiza uma Fiscalização Regional Dirigida (FRD) no segmento da mineração  em dez cidades da região.

 

Entre os dias 24 e 28 de junho de 2019, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) fará uma Fiscalização Regional Dirigida (FRD) especializada na mineração nas cidades de Itabira, João Monlevade, Nova Era, Santa Bárbara, Santa Maria de Itabira, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, Antônio Dias, Barão de Cocais e Bela Vista de Minas. Serão fiscalizados 36 empreendimentos do setor minerário, como barramentos e barragens de contenção de rejeito.

O foco da FRD será no quadro técnico das empresas, verificando a presença do responsável técnico pelos projetos, construção, operação e monitoramento de barragens, assim como o responsável pela manutenção em guindastes, gruas, elevadores e gaiolas, além da regularidade de licenças ambientais e do Relatório Anual de Lavra (RAL). O supervisor da Fiscalização da Região Leste, Rômulo Campos Braga, explica que a ação é necessária para garantir a regularidade nas atividades.  “A mineração é uma atividade altamente presente no nosso estado. A fiscalização no setor dá uma segurança para a população”, detalha.

O gerente de Fiscalização do Conselho, engenheiro eletricista Nicolau Neder, detalha que a fiscalização do órgão verifica o exercício da engenharia, da agronomia e da geociência por um profissional legalmente habilitado, com a devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) de desempenho, de cargo e função, e/ou obra e serviço. A especialização da fiscalização na mineração, implantada em 2018, aplica procedimentos específicos e acompanha atividades técnicas onde se faz necessária a presença de profissionais habilitados. “Com objetivo principal de proporcionar segurança à sociedade, e considerando que as atividades técnicas fiscalizadas pelo Sistema Confea/Crea são desenvolvidas nas mais diversas  áreas dos empreendimentos da cadeia produtiva, o Crea-MG implantou um sistema de fiscalização específico, segmentando cada área. Nesse caso, a mineração”, explica o gerente de Fiscalização do Conselho, engenheiro eletricista Nicolau Neder.