Pesquisar...

Blitz de fiscalização do Conselho vai percorrer cerca de 400 pontos entre obras, reformas, hotéis e condomínios comerciais e residenciais nesta semana.

 Uma equipe formada por 20 fiscais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG) iniciou, ontem, 20 de maio, uma blitz de fiscalização em Belo Horizonte. A ação, que é realizada até o dia 24 de maio, vai verificar a regularidade em cerca de 400 obras e reformas, além de serviços de engenharia em hotéis e condomínios comerciais e residenciais na capital mineira.

O principal objetivo da blitz é verificar a contratação de profissionais habilitados para os serviços de engenharia, assim como a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Em relação aos hotéis e condomínios, será observada a existência de profissionais e empresas responsáveis pela manutenção das estruturas da edificação, como elevadores, extintores, segurança eletrônica, obras, geradores, subestação, caldeiras, entre outros.

A inspetora-chefe do Crea-MG em Belo Horizonte, engenheira civil Júnia Neves, explica que a fiscalização do Conselho é permanente, mas, periodicamente, são realizadas blitze, que se caracterizam por serem uma ação concentrada, em local e duração, e mais ágeis, por contarem com um maior número de fiscais. “O nosso objetivo maior é sempre a proteção da sociedade. A contratação do profissional legalmente habilitado para conduzir obras e serviços significa segurança, pois a atuação dele é a garantia da aplicação das melhores técnicas”, afirma Júnia.

 Balanço

Em 2018, foram realizadas 46 blitze em todas as regiões do estado, com um total de mais de 11 mil ações de fiscalização entre obras, empresas, contratos, quadro técnico e crédito rural. A fiscalização do Conselho é focada no exercício profissional da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, conforme prevê a Lei Federal 5.194/1966.