O projeto de instalação de um novo hospital em Belo Horizonte, que está sob a gestão da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), iniciativa social da Usiminas, foi apresentado ao presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Fernando Borges, no dia 29 de outubro. A unidade vai contar com mais de 300 leitos e será destinada a atendimentos de alta e média complexidade. A previsão de inauguração é em março de 2022.

O diretor-presidente da FSFX, Salvador Prado Júnior, acompanhado do gerente de Relacionamento Institucional, Flávio Henrique, e do coordenador do empreendimento, Adenides Esteves, explicaram ao presidente Lucio Borges e ao vice do Crea-MG, engenheiro mecânico Edílio Ramos Veloso, que o hospital vai oferecer diversas especialidades médicas e uma estrutura multifuncional de serviços de saúde, com suporte de urgência e emergência.

O hospital vai funcionar na antiga sede da Usiminas e ocupar uma área de aproximadamente 40 mil metros quadrados na avenida Carlos Luz, no bairro Engenho Nogueira, na região da Pampulha.

 

Almir Moura
Publicado em 29 de outubro de 2021

A Inspetoria do Crea-MG em Ubá está apresentando proposta de cooperação técnica a prefeituras com o objetivo de auxiliar os municípios no enfrentamento de seus desafios, relacionados às áreas de engenharia, agronomia e geociências. No dia 26 de outubro, a inspetora-chefe, engenheira civil Sônia Maria Jacob Rodrigues, se reuniu com o prefeito de Rodeiro José Carlos Ferreira e a procuradora Déborah de Oliveira Ferreira para propor a parceria. “Esta parceria vai proporcionar bons resultados para a cidade, com ideias e sugestões ao poder público, além de contribuir com as ações de fiscalização para proteção da sociedade”, afirmou Sônia.

Na ocasião, a inspetora entregou ao gestor a cartilha “Ideias e soluções para os municípios - Contribuições da engenharia, da agronomia e das geociências”. A publicação apresenta uma série de apontamentos de profissionais para as áreas de rodovias, alimentos, meio ambiente, impacto das chuvas, urbanicidade e valorização das profissões. Também aborda a participação democrática na construção das soluções para os municípios e destaca a importância do planejamento para a execução dos projetos. A Inspetoria de Ubá abrange 15 municípios da região, entre eles Rodeiro.

 

Almir Moura
Publicado em 29 de outubro de 2021

Os processos para a renovação de um terço dos plenários do Confea (*) e dos Creas para o exercício 2022 tomaram a maior parte dos trabalhos da plenária 1.581, do Confea, que sob coordenação do vice-presidente da Casa, engenheiro civil João Carlos Pimenta, auxiliado pelo conselheiro federal engenheiro agrônomo Annibal Margon, foi realizada na manhã do dia 27 de outubro.

Ricardo Lüdke, engenheiro florestal que coordena a Comissão Eleitoral Federal (CEF), apresentou dois recursos que foram encaminhados por candidatos à cadeira de conselheiro federal, representante das Instituições de Ensino Superior (IES), modalidade Agronomia, e que precisavam de relator. Um sorteio eletrônico indicou os conselheiros federais, engenheiro eletricista Jorge Bitencourt da Rocha, para tratar do registro dos nomes de Luiz Antônio Corrêa Lucchesi, que tem como suplente José Barbosa Duarte Júnior, e o também engenheiro eletricista Modesto Santos Filho para o registro dos nomes de Erwin Hugo Ressel Filho, Edison Bisognin Cantarelli, titular e suplente, respectivamente. Bitencourt e Santos devem apresentar seus relatos ainda esta semana. 

Lüdke informou que dez chapas diferenciadas concorrem para preencher as vagas, que Santa Catarina apresenta o maior número delas, quatro, e ainda que cerca de 60 mil profissionais aptos a votar devem participar das eleições que pela primeira vez serão feitas pela internet.

(*) Os conselheiros federais titulares e suplentes a serem eleitos no dia 11 de novembro representarão as seguintes modalidades e grupos/categorias: Mato Grosso do Sul (Engenharia Civil); Mato Grosso (Industrial); Piauí (Agronomia); Roraima (Industrial) e Santa Catarina (Elétrica). Na mesma data, serão eleitos ainda o conselheiro federal e suplente representantes de instituições de ensino superior representantes do grupo Agronomia. Neste caso, participarão apenas os delegados eleitores credenciados pela Comissão Eleitoral Federal (CEF). Os mandatos para todos os cargos serão de 1º de janeiro de 2022 a 31 de dezembro de 2024. Informações adicionais sobre o processo eleitoral podem ser obtidas em https://www.confea.org.br/funcionamento/eleicoes/2021.

Plenários Regionais

A votação das deliberações da Comissão de Normas e Procedimentos (Conp), também coordenada por Lüdke, e dos processos que estavam sob Pedido de Vista, e que tratam da renovação dos plenários regionais, foram votados pelo plenário. 

Entre os Pedidos de Vista, o do conselheiro Daltro de Deus Pereira concordou com a decisão da Conp que aprovou um total de 45 representantes de entidades de classe e IES para a composição do Crea-RN, mas o processo recebeu novo Pedido de Vista.  

O conselheiro Renan Azevedo também apresentou seu Pedido de Vista sobre a composição do Plenário do Crea-SC, com um total de 96 representantes das entidades de classe de profissionais de nível superior e instituições de ensino superior, concordando com a decisão anteriormente tomada pela comissão.

Entre as deliberações da CONP sobre a composição dos plenários regionais exercício 2022 com a participação de diversas modalidades, representadas por entidades de classe e IES, confira a quantidade de conselheiros por regional:

Crea-AC – 21, aprovado; Crea-AL - 30 – Pedido de Vista; Crea-AM - 31 – Pedido de Vista; Crea-AP – 26, aprovado; Crea-BA – 69, aprovado; Crea-CE, 54, aprovado; Crea-DF - 47, aprovado; Crea-ES - 40 – Pedido de Vista; Crea-GO -  44, aprovado; Crea-MA – 28, aprovado; Crea-MG, (com exceção da separação da Florestal, por não haver o mínimo de 3 representantes), com um total de 109 representantes – Pedido de Vista; Crea-MT, 42, aprovado; Crea-PA - 43, aprovado; Crea-PB – 43, aprovado; Crea- PE – Pedido de Vista; Crea-RO - 25, aprovado; Crea-RR -  23, aprovado; Crea-SE -  37, aprovado; Crea-SP, 274, aprovado; Crea-TO – 25, aprovado.

Todos os Creas onde as eleições serão realizadas têm até o dia 05 de março de 2022 para encaminhar à Auditoria do Confea (Audi), a relação dos conselheiros regionais titulares e suplentes, seus títulos profissionais, os períodos de mandato e a instituição de ensino superior ou a entidade de classe de profissionais de nível superior que representam, entre outras informações.

Presenças

Os trabalhos da plenária 1.581 foram acompanhados pelo coordenador do Colégio de Presidentes de Creas (CP), engenheiro agrônomo Raimundo Ulisses, dos presidentes dos Creas do Rio Grande do Norte, engenheira civil Ana Adalgisa Paulino, e de Sergipe, engenheiro civil Jorge Silveira, do coordenador do Colégio de Entidades Nacionais (Cden), Marco Aurélio Cândia Braga, e ainda do presidente da Federação Nacional dos Tecnólogos, engenheiro mecânico José Gomes de Andrade. 

Plenário

Iniciada no dia 27de outubro, a plenária 1.581 inicia a série de três sessões que acontecem esta semana na sede do Confea, em Brasília. Tradicionalmente apresentado no primeiro dia, o relatório de atividades e o desempenho econômico e financeiro, mensalmente apresentados pela Mútua, caixa de assistência dos profissionais dos Creas, serão divulgados na última plenária do mês, a de número 1583, no dia 29 de outubro. 

 

Fonte: Confea - Maria Helena de Carvalho (redação) / Marck Castro (Foto)
Publicado: 29 de outubro de 2021

A fim de propor cooperação técnica com a Prefeitura de Itabira, a inspetora-chefe no município, engenheira civil Maria das Graças Lage de Oliveira, se reuniu com o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano Klaus Amann, no dia 26 de outubro. “Conversamos sobre várias demandas da prefeitura em que o Conselho e a Asseag podem contribuir com a gestão. Faremos muitos trabalhos juntos”, afirmou a inspetora.

Na oportunidade, a inspetora entregou ao secretário a cartilha “Ideias e soluções para os municípios - Contribuições da engenharia, da agronomia e das geociências”. A publicação apresenta uma série de apontamentos de profissionais para as áreas de rodovias, alimentos, meio ambiente, impacto das chuvas, urbanicidade e valorização das profissões. Também aborda a participação democrática na construção das soluções para os municípios e destaca a importância do planejamento para a execução dos projetos.

 

Almir Moura
Publicado em 29 de outubro de 2021

A Inspetoria de Lavras apresentou à Prefeitura de Bom Sucesso proposta de cooperação técnica na área de fiscalização, no dia 08 de outubro. Na ocasião, o inspetor-chefe do Crea-MG, engenheiro civil Stênio Igor Mendonça, conversou com o secretário municipal de Planejamento e Coordenação Geral, Edmar Santos Caé, sobre a parceria e o entregou a cartilha “Ideias e soluções para os municípios - Contribuições da engenharia, da agronomia e das geociências”. A publicação apresenta uma série de apontamentos de profissionais para as áreas de rodovias, alimentos, meio ambiente, impacto das chuvas, urbanicidade e valorização das profissões. Aborda a participação democrática na construção das soluções para os municípios e destaca a importância do planejamento para a execução dos projetos. 

De acordo com o inspetor, a cooperação técnica pode auxiliar no desenvolvimento de Bom Sucesso. “A cidade, que é banhada pela represa do Funil, possui enorme potencial imobiliário. Muitos condomínios "beira-lago" fomentam o mercado da construção civil na região e, por isso, é muito importante essa parceria”, destacou.

 

Almir Moura
Publicado em 29 de outubro de 2021

Uma proposta de cooperação técnica foi apresentada pelos inspetores do Crea-MG em Contagem à prefeita, Marília Campos, e ao secretário de Obras e Serviços Urbanos, Marcos Túlio de Melo, no dia 18 de outubro. Na ocasião, a gestora municipal recebeu a cartilha “Ideias e soluções para os municípios - Contribuições da engenharia, da agronomia e das geociências”. A publicação apresenta uma série de apontamentos de profissionais para as áreas de rodovias, alimentos, meio ambiente, impacto das chuvas, urbanicidade e valorização das profissões. Aborda a participação democrática na construção das soluções para os municípios e destaca a importância do planejamento para a execução dos projetos.  

De acordo com o inspetor-chefe, engenheiro civil Marco Aurélio Ribeiro Tomaz, a cooperação técnica com a prefeitura vai melhorar e dar mais agilidade à fiscalização. “Com a parceria, vamos trocar informações, de forma rápida e eficaz, com a Prefeitura de Contagem e realizar ações conjuntas de fiscalização, buscando o aprimoramento”, destacou.

 

Almir Moura
Publicado em 29 de outubro de 2021