Pesquisar no site...

O Crea-MG e o Corpo de Bombeiro Militar de Minas Gerais (CBMMG) chegaram a um entendimento a respeito da atuação dos engenheiros de segurança do trabalho em cursos para formação de brigadas orgânicas. Depois de algumas reuniões para tratar do assunto, o Crea-MG encaminhou ofício ao CBMMG, esclarecendo, detalhadamente, sobre  a concessão de atribuições no âmbito do Sistema Confea/Crea. "É nosso papel zelar pelo cumprimento da legislação em defesa da sociedade, fiscalizar o exercício profissional, bem como conceder atribuição aos profissionais das diversas modalidades que compõem o Conselho”, afirmou o vice-presidente do Crea-MG, engenheiro mecânico Edilio Veloso, que tem acompanhado a discussão.

No documento, o Conselho informou ainda acerca da decisão da Câmara Especializada de Engenharia de Agrimensura e Segurança do Trabalho (CAST) do Crea-MG que dá aos engenheiros de segurança do trabalho, regulares perante o Conselho, atribuição para atuar como instrutores, coordenadores ou tutores em todos os treinamentos obrigatórios de brigada de incêndio orgânica em todos os níveis [básico, intermediário e avançado], não necessitando de participar de cursos complementares do Corpo de Bombeiros Militar. 

Em atenção ao ofício, o Corpo de Bombeiro Militar de Minas Gerais editou a Emenda à Instrução Técnica, e dessa forma, os engenheiros de segurança do trabalho podem continuar a ministrar as instruções para a formação das brigadas orgânicas na forma in company, sempre que a medida for exigida pelo CBMMG, como já era feito anteriormente. "O assunto foi exaustivamente debatido com membros dessa respeitada Autarquia, que manifestaram a concordância com a saída encontrada para o caso", registrou por email o major João Guilherme Britto Vieira. 

Saiba mais: Crea-MG e Corpo de Bombeiros de Minas Gerais buscam alinhamento de atribuições