Pesquisar no site...

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia na íntegra

A relação entre universidades e empresas é modelo de desenvolvimento em países como Alemanha e Coreia do Sul. Minas quer seguir esse caminho e investe no projeto Vitrine Tecnológica, programa que vai aproximar a academia com o setor privado. O projeto é iniciativa da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Disponível no site da Fapemig a Vitrine destaca tecnologias desenvolvidas por pesquisadores mineiros que podem ser exploradas comercialmente por empresas. E conta 100 com oportunidades cadastradas, de instituições das diferentes regiões do estado. Esse número vai crescer à medida que os Núcleos de Inovação Tecnológica enviarem novas tecnologias para atualização do portfólio. O presidente em exercício da Fapemig, Paulo Sérgio Lacerda Beirão está otimista.

Paulo Sérgio - "Esperamos que essa iniciativa vá criar oportunidades para as empresas desenvolvam produtos inovadores e que também haja a atração de novos investimentos empresariais. E com isso esperamos que nosso estado possa se tornar exportador de produtos tecnológicos e com alto valor agregado”.

A Vitrine Tecnológica tem seis seções: patente, cultivar, desenho industrial, programa de computador, indicação geográfica e uma parte especial para destacar informações sobre a covid-19 em Minas Gerais. A ideia é evidenciar estudos, mapeamentos e tecnologias desenvolvidas no contexto mineiro. Para cada tecnologia, haverá link para um formulário, que deverá ser preenchido e enviado pelos interessados por aquela solução. Os Núcleos de Inovação Tecnológica dos titulares do produto receberão diretamente a demanda, de forma que possam contatar as empresas interessadas. Em cada tecnologia serão divulgadas, também, as informações para contato. O coordenador do Colégio de Instituições de Ensino do Crea-MG engenheiro civil Rondinelly Pereira valoriza a iniciativa, por dar visibilidade à produção acadêmica e estimular a inovação.

Rondinelly - “Elas incentivam também o surgimento de ideias, novas pesquisas e resultados inovadores, que podem ser úteis para o desenvolvimento sustentável considerando seus aspectos econômicos, sociais e ambientais. As Engenharias, Geotecnias e Ciências Agrárias podem contribuir significativamente com o programa, pois os Núcleos de Ciência e Tecnologia das Instituições de Ensino do estado têm desenvolvido diversos projetos relacionados à inovação e empreendedorismo. E esta oportunidade de integração com as empresas poderão ganhar visibilidade e aplicação em âmbito comercial.”

Projeto quer aproximar


O acesse a Vitrine Tecnológica pelo site www.fapemig.br

Preencher o formulário disponível: https://fapemig.br/pt/cadastro_tecnologia/