Pesquisar no site...

No dia 02 de dezembro de 2019, ocorreu, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), audiência pública na Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas. Na oportunidade, foi debatida a necessidade de manutenção e duplicação da BR-262, que liga o Triângulo Mineiro e o Alto Paranaíba a Belo Horizonte.

O deputado Bosco, que solicitou a audiência pública, enfatizou a importância da duplicação na prevenção de acidentes e questionou as autoridades e a concessionária responsável, Triunfo Concebra, sobre prazos. Segundo ele, o contrato que foi assinado no ano de 2014 e desde a sua assinatura só foram duplicados 82 km, destes 65 km entre Uberaba e Campo Florido, no Triângulo. "A BR-262 tem sido palco de constantes acidentes com vítimas. Nós queremos, nesta audiência, cobrar das autoridades federais e da concessionária uma resposta para não ter feito até hoje a duplicação e uma previsão para o cumprimento do contrato”, explicou o deputado.

O superintendente de Relações Institucionais do Crea-MG, engenheiro civil Jean Marcus, que participou da audiência, afirmou que a duplicação além de reduzir a ocorrência de acidentes, principalmente no trecho do alto da Serra, entre o município de Luz e Campos Altos, também irá auxiliar no desenvolvimento econômico das regiões Centro Oeste, Alto Paranaíba e Triangulo Mineiro. “A engenharia possui um papel fundamental no quesito desenvolvimento e segurança. Acidentes constantes na rodovia se tornaram rotina na vida dos moradores do entorno, o que poderia ser evitado com a duplicação que também melhoraria a rota comercial ”, ressaltou Jean.

Participaram da audiência, o diretor-presidente da Triunfo Concebra, Odenir José Sanches; o chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Pedro Calixto de Lima; o coordenador de Exploração da Infraestrutura Rodoviária da Unidade Regional da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Thales Carvalho e; os deputados Fábio Avelar de Oliveira, Zé Guilherme e Léo Portela, que é presidente da Comissão.

audiência262interno