Pesquisar no site...

Com o objetivo de debater o momento da engenharia brasileira, bem como adoção de novas soluções e tecnologias, o presidente do Crea-MG Lucio Borges e o diretor da Engesolo João José Figueiredo de Oliveira, ambos engenheiros civis, reuniram-se, no dia 10 de dezembro de 2019. O encontro ocorreu na sede da Engesolo, empresa que há 50 anos atua na área de consultoria em engenharia civil, principalmente em rodovias e urbanização.

Na oportunidade, João José falou de alguns projetos dos quais a Engesolo participa, dentre eles a solução para as enchentes provocadas pelo córrego do Vilarinho, em Venda Nova. Para ele, o investimento em tecnologias, como o Building Information Modeling (BIM) e a troca de experiências com outros estados têm sido fundamentais. “No caso do Vilarinho, buscamos a solução em São Paulo e conseguimos provocar uma mudança de conceitos em Belo Horizonte. Entendo que uma geração não pode resolver todos os problemas do passado e, nem de muitos anos para frente. Cada um deve fazer a sua parte, e é o que estamos fazendo”, destacou o diretor.

Para o presidente do Crea-MG, a Engesolo é um exemplo de empresa, com tantos anos de história continua sendo referência. “É bom ver que continuamos tendo uma engenharia de qualidade. A Engesolo é uma empresa que começou quando o Brasil era muito diferente e continua atuando, fazendo um trabalho de ponta”, afirmou Lucio.

Também participaram da reunião, o assessor técnico especializado Lucas Morais e a gerente de Apoio aos Colégios, Maria Cristina Silva, ambos do Crea-MG.

engesolotodos