Pesquisar no site...

O presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, reuniu-se, no dia 26 de junho de 2019, com o controlador-geral do Estado de Minas Gerais (CGE-MG), Rodrigo Fontenelle, que objetiva firmar um termo de cooperação técnica entre as instituições. A reunião ocorreu na sede do Conselho, em Belo Horizonte.

O termo visa à troca de dados e informações sobre obras e serviços públicos para aprimorar os trabalhos de fiscalização das duas instituições. Segundo o controlador-geral, o objetivo é trabalhar de forma integrada e preventiva. “O acesso ao sistema do Crea será fundamental para verificarmos a existência ou não de uma ART, de um atestado, e assim otimizar nossas ações, já que trabalhamos muito com o cruzamento de informações para checagem de dados”, destacou.

Com a parceria, a CGE espera avançar na celeridade dos trabalhos de fiscalização, na identificação de irregularidades e eventuais fraudes em obras e serviços da administração pública.

Para o presidente Lucio Borges, o estreitamento das relações com diversas instituições públicas do estado facilita e fortalece as ações de fiscalização do Conselho. “Queremos realizar um trabalho conjunto com a Controladoria Geral do Estado, pois acreditamos que os auditores podem nos ajudar nas nossas ações. O compartilhamento de dados será muito útil para os dois lados”, finalizou.

Além do presidente e do controlador-geral, também participaram, da CGE-MG, a auditora-geral Luciana Nogueira e o coordenador do núcleo de combate à corrupção, Guilherme Caixeta; e do Crea-MG, o chefe de gabinete, engenheiro civil Marcos Gervásio; o superintendente de Fiscalização e Atendimento, engenheiro agrônomo Humberto Falcão; os gerentes de Fiscalização, engenheiro eletricista Nicolau Neder; de Registro, Acervo e Atendimento, engenheiro civil Luiz Pimenta; o controlador André Oliveira; os procuradores Henrique Ribeiro e Romy Valadares.

 

CGE Minas e Crea Minas