Pesquisar no site...

Cumprindo os objetivos estratégicos da gestão, especialmente em promover reuniões municipais, regionais e estaduais, com foco nas discussões de demandas locais que tenham interface com a engenharia, agronomia e geociências, o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges esteve, no dia 27 de junho de 2019, em Ubá.   

O primeiro compromisso foi na Câmara de Vereadores, onde Lucio Borges discutiu com o presidente da Casa, vereador Jorge Gervásio, o Plano Diretor da cidade, que será revisto este ano. Também estava presente o presidente da subseção da OAB-MG de Ubá Thiago Barcelos.  

Na sequência, Lucio Borges foi à Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ubá (Fupac), onde se encontrou com o diretor da instituição, Wágner Inácio Dias, e com o coordenador dos cursos de engenharia civil e de produção Israel Iasbik. Eles trataram de assuntos relativos à formação de novos profissionais, à necessidade do registro de cursos de engenharia no Conselho e celebração de parcerias. “A tendência é termos uma engenharia mais voltada para o mercado de trabalho e as faculdades celebrarem parcerias com empresas e indústrias. Temos vários profissionais que trabalham em indústrias do polo moveleiro de Ubá, graduados aqui na Fapuc, e diversos alunos de engenharia de produção que fazem estágio lá”, ressaltou. 

À tarde, a agenda foi na prefeitura de Ubá, onde o presidente do Crea e o prefeito, engenheiro agrônomo Edson Teixeira Filho conversaram sobre obras de engenharia do município, fiscalização e cooperação técnica entre o Conselho e a Prefeitura. “É muito importante essa aproximação com os municípios, pois ouvimos prefeitos, vereadores, lideranças locais, profissionais e entendemos a realidade de cada lugar. Com isso, trabalhamos mais alinhados para o fortalecimento da engenharia e a valorização profissional”, afirmou Lucio Borges. 

Após o encontro na prefeitura, foi realizada uma reunião com os profissionais na inspetoria. Os assuntos abordados foram ações de fiscalização, mercado de trabalho, valorização das profissões, controle e transparência na utilização dos recursos do Conselho. Para o inspetor-chefe de Ubá, engenheiro de produção Isaías Simeão, a vinda do presidente do Crea-MG à cidade é muito importante para os profissionais. “O interior tem a força da engenharia e não só a capital e o presidente tem reconhecido isso, fomentando as parcerias para o crescimento da cidade, que não ocorre sem a participação efetiva da engenharia", ressaltou.

 

Inspetoria Uba

O prefeito de Sete Lagoas, Duílio de Castro, reuniu-se com o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, na manhã do dia 25 de junho de 2019, na sede do Conselho em Belo Horizonte. No encontro, Duílio e Lucio discutiram aspectos logísticos e eventos a serem realizados na cidade. Além disso, falaram sobre um termo de mútua cooperação que promova a troca de informações entre a prefeitura e o Crea-MG. “Foi um encontro muito rico. Discutimos alguns aspectos da Semana da Engenharia que vai acontecer em Sete Lagoas, a situação da engenharia e a participação do Crea nas reuniões da Câmara Municipal. Agora, vamos trabalhar no convênio para que possamos atuar em conjunto para fortalecer a cidade e os profissionais”, destacou Lucio.

Estando entre as dez maiores economias de Minas Gerais, Sete Lagoas é um polo de engenharia, contando com empresas setorizadas, indústrias de extração de matérias primas, siderúrgicas, fábricas e linhas de montagem de automotivos. Para o prefeito Duílio, a presença do Crea-MG na cidade é extremamente importante para o fortalecimento e a valorização da engenharia cidade. “A gente sabe do papel do Crea. Queremos trabalhar juntos e para isso pedimos a participação do Crea nos conselhos municipais. Também queremos levar ações, eventos e blitzes para Sete Lagoas, para fortalecer ainda mais essa união”, ressaltou Duílio.

Outro assunto abordado na reunião foi a Semana da Engenharia que ocorrerá em Sete Lagoas em outubro deste ano. A semana de atividades está prevista para a primeira semana de outubro, e vai contar com reuniões de diretoria, das Câmaras Especializadas e a plenária do Conselho. A iniciativa, que conta com a parceria da prefeitura e de sindicatos e associações do município tem como objetivo incentivar o fortalecimento da engenharia, agronomia e geociências na região.

O presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, reuniu-se, no dia 26 de junho de 2019, com o controlador-geral do Estado de Minas Gerais (CGE-MG), Rodrigo Fontenelle, que objetiva firmar um termo de cooperação técnica entre as instituições. A reunião ocorreu na sede do Conselho, em Belo Horizonte.

O termo visa à troca de dados e informações sobre obras e serviços públicos para aprimorar os trabalhos de fiscalização das duas instituições. Segundo o controlador-geral, o objetivo é trabalhar de forma integrada e preventiva. “O acesso ao sistema do Crea será fundamental para verificarmos a existência ou não de uma ART, de um atestado, e assim otimizar nossas ações, já que trabalhamos muito com o cruzamento de informações para checagem de dados”, destacou.

Com a parceria, a CGE espera avançar na celeridade dos trabalhos de fiscalização, na identificação de irregularidades e eventuais fraudes em obras e serviços da administração pública.

Para o presidente Lucio Borges, o estreitamento das relações com diversas instituições públicas do estado facilita e fortalece as ações de fiscalização do Conselho. “Queremos realizar um trabalho conjunto com a Controladoria Geral do Estado, pois acreditamos que os auditores podem nos ajudar nas nossas ações. O compartilhamento de dados será muito útil para os dois lados”, finalizou.

Além do presidente e do controlador-geral, também participaram, da CGE-MG, a auditora-geral Luciana Nogueira e o coordenador do núcleo de combate à corrupção, Guilherme Caixeta; e do Crea-MG, o chefe de gabinete, engenheiro civil Marcos Gervásio; o superintendente de Fiscalização e Atendimento, engenheiro agrônomo Humberto Falcão; os gerentes de Fiscalização, engenheiro eletricista Nicolau Neder; de Registro, Acervo e Atendimento, engenheiro civil Luiz Pimenta; o controlador André Oliveira; os procuradores Henrique Ribeiro e Romy Valadares.

 

CGE Minas e Crea Minas

O presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), Mauri Torres, recebeu o presidente do Crea-MG Lucio Borges e o chefe de gabinete do Conselho Marcos Gervásio com o objetivo de aprimorar o convênio entre o Tribunal e o Conselho. O encontro ocorreu na sede do TCE-MG, em Belo Horizonte, no dia 24 de junho de 2019. 

O convênio vigente entre o Crea-MG e o TCE-MG promove o intercâmbio de informações e cooperação técnica nas áreas de fiscalização, pesquisa, capacitação, serviços e o estabelecimento de mecanismos para sua realização.

Ao Crea-MG cabe disponibilizar ao Tribunal consulta a sua base de dados para informações sobre profissionais, empresas e ARTs e informar ocorrências relativas a indícios de irregularidades em obras e serviços de engenharia. Já ao TCE, compete verificar se foram emitidas ARTs para as obras e serviços de engenharia auditadas e/ou inspecionadas e cumpridas as exigências legais, quanto às certidões de registro e quitação, das empresas e profissionais, entre outros.

Para o presidente Lucio Borges, a parceria entre o Crea-MG o TCE-MG beneficia as duas partes. "Esse tipo de convênio é muito importante para melhorar as nossas ações de fiscalização e para a valorização profissional. Ela também é útil para o TCE, pois contribuímos com dados e informações que otimizam o trabalho do Tribunal", destacou.

Segundo o presidente do TCE-MG, Mauri Torres, o Tribunal vê o Conselho como um parceiro estratégico. “Esse convênio traz muitas vantagens, entre elas a fiscalização conjunta de obras públicas e a troca de informações técnicas sobre processos licitatórios. Também merece destaque a disponibilização de acesso da fiscalização do Crea-MG ao “Geo-Obras” e ao “Fiscalizando com o TCE”, ambos sistemas de uso do Tribunal”, explicou. 

Na oportunidade, o presidente Lucio Borges convidou o presidente do TCE-MG para participar do Congresso Estadual de Profissionais (CEP-MG), a ser realizado de 04 a 06 de julho.

O diretor da Organização sem Fins Lucrativos (ONG) Engenheiros sem Fronteiras - núcleo Belo Horizonte, engenheiro civil e de Segurança do Trabalho Mateus Santos, se reuniu com o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, com o assessor da presidência, engenheiro Alírio Mendes Júnior e com o procurador geral Rubens Jardins, no dia 17 de junho de 2019, na sede do Conselho. O encontro deu início ao diálogo entre a ONG e o Conselho, com o objetivo de estabelecer a sede belo horizontina dos Engenheiros Sem Fronteiras em uma sala no Crea, a exemplo de outras entidades.

Engenheiros Sem Fronteiras

A ONG Engenheiros Sem Fronteiras realiza projetos socioambientais na área de engenharia que promovam o desenvolvimento humano e sustentável de comunidades carentes e o crescimento técnico e social dos membros. Presente em mais de 60 países, a organização tem por objetivo incentivar o uso da capacitação em engenharia para auxiliar em carências existentes na sociedade por meio de projetos de engenharia, oferecendo infraestrutura, saneamento básico, educação ou serviços ambientais, a fim de promover melhorias na qualidade de vida da população.

No Brasil, a organização conta com 70 núcleos, espalhados em 20 estados e somando quase 2000 membros. A sede nacional localiza-se em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Conheça o trabalho dos Engenheiros Sem Fronteiras