Pesquisar no site...

Os presidentes do Confea, Joel Krüger, e do Crea-MG, Lucio Borges, reuniram-se com as Câmaras Especializadas, no dia 25 de abril de 2019. Joel veio a Belo Horizonte para uma agenda de trabalho no Regional mineiro e esteve com os conselheiros para  ouvir demandas e esclarecer diversas dúvidas sobre resoluções do Conselho Federal e alinhar procedimentos. Para o presidente Lucio, o encontro reforça a disponibilidade do Confea em ouvir e buscar soluções para as demandas dos conselheiros do Crea-MG. “A presença do Joel é muito importante para todos nós. O Confea e o Crea-MG tem dialogado permanentemente sobre diversos temas. Nossas ações estão integradas e alinhadas para fortalecer nosso Sistema e nossas profissões”, enfatizou.

Na Câmara de Engenharia Civil (CEEC), foram discutidos assuntos como docência em cursos de engenharia; processos éticos disciplinares; Resolução 1047/2013, que dispõe sobre os procedimentos para instauração, instrução e julgamento dos processos de infração e aplicação de penalidades; Resolução 58/2019 do Conselho Federal dos Técnicos (CFT), que define as prerrogativas e atribuições dos Técnicos Industriais com habilitação em edificações; salário mínimo profissional; ensino à distância nos cursos de engenharia e sombreamento das atividades entre as modalidades civil e elétrica. O encontro na Câmara de Civil também contou com a presença do presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Julvan Lacerda, e do prefeito de Andradas, Rodrigo Lopes, que convidaram os conselheiros para o 36º Congresso Mineiro de Municípios.

Já na Câmara de Engenharia Elétrica, os conselheiros conversaram com Joel sobre ART Nacional, estreitamento das relações do Confea junto ao MEC e às agências reguladoras; editais de concurso e licitações e eleições via internet. Na sequência, os presidentes Lucio e Joel conversaram com os conselheiros das Câmaras de Engenharia de Agrimensura  (CAGR), de Agronomia (CEAG), de Química (CEEQ), de Geologia e Minas (CEGM), de Mecânica Metalúrgica (CEMM) e de Segurança do Trabalho (CEEST).Os principais pontos abordados foram a Resolução 1.073/2016, que regulamenta a atribuição de títulos, atividades, competências e campos de atuação profissionais aos profissionais registrados no Sistema Confea/Crea; outorga do uso de água; atribuições; ética; ações de fiscalização na mineração e valorização profissional.

Após responder aos conselheiros, Joel Krüger destacou que o Confea trabalha para integrar os Creas e se aproximar mais dos conselheiros dos Regionais. “Esta é uma reunião de trabalho. Nossa intenção é estar mais próximo da base do Sistema. Buscamos, em parceria com o Colégio de Presidentes, fazer uma revisão dos nossos normativos e ajustar o que precisa ser melhorado, como nosso sistema de informática. Como o Sistema Confea/Crea é antigo e cada Regional construiu seu próprio modelo, temos muita dificuldade para a implantação de uma ART Nacional, de visto eletrônico e outros documentos. É nessa linha de harmonização que estamos trabalhando”, explicou.

Para a coordenadora da Câmara de Agronomia e do Fórum dos Coordenadores, Camila Barbosa, a vinda do Joel ao Crea-MG “é bem vista em função da aproximação e possibilidade de manifestação dos anseios das Câmaras e profissionais que elas agregam”, enfatizou.

Leia mais:

Confea, Crea-MG e sindicatos patronais defendem ações de valorização profissional

 

Confira as fotos

Atenção! A Inspetoria de Araçuaí estará fechada nos dias 2 e 3 de maio de 2019.

O atendimento será retomado, normalmente, a partir de 6 de maio, segunda-feira.

Os profissionais que precisarem de atendimento com urgência devem se dirigir até a unidade mais próxima. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Confira as unidades de atendimento do Crea-MG.

(http://www.crea-mg.org.br/index.php/institucional/crea-minas/unidades-de-atendimento-do-crea-minas)

 transmissão ao vivo

Nos dias 29 e 30 de abril será realizado o Workshop sobre Barragens, em Belo Horizonte. O evento deve reunir cerca de 200 pessoas entre especialistas da engenharia, da geologia, entre outros profissionais.

No primeiro dia o geólogo/geotécnico e hidrogeólogo prof. doutor Walter Duarte Costa (UFMG) palestra sobre “Diferenças entre barragens para acumulação de água e para depósito de rejeitos”. Em seguida, o geólogo/geotécnico e engenheiro civil prof. doutor Fábio Augusto Gomes Vieira Reis (Unesp) debate a “Regulamentação de barragens de rejeito e gestão de riscos”. Já o vice-presidente do Comitê Brasileiro de Barragens,  engenheiro civil José Marques Filho (UFPR) trará uma “Abordagem holística de segurança de barragens e qualificação técnica”. E para finalizar o primeiro dia do Workshop,  o engenheiro civil da Agência Nacional de Mineração (ANM), Luiz Henrique Passos Rezende, apresenta um “Panorama das barragens de rejeitos em Minas Gerais”. 

No dia 30 de abril, os participantes serão divididos em dois grupos para participarem das oficinas sobre “Grandes Barragens de Água” e  “Barragens de rejeito de mineração”, conduzidas, respectivamente, pelos palestrantes José Marques Filho e Fábio Reis.

Com tantos especialistas, inclusive de renome internacional, presentes ao debate, a ideia é elaborar um documento técnico de caráter político-institucional para a proposição de medidas para prevenção de desastres envolvendo barragens de rejeito de mineração e grandes barragens de água. “Considerando os episódios recentes, que têm como o mais marcante a ruptura da barragem do Córrego do Feijão, no município de Brumadinho (MG), e tantas outras estruturas que vêm demonstrando vulnerabilidade pelo país, o Sistema Confea/Crea não poderia se furtar a esse debate de suma importância para a sociedade”, ponderou o presidente do Confea, engenheiro civil Joel Krüger.

O presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Borges, também manifestou a importância dessa discussão em Minas Gerais. “Infelizmente, nosso estado tem sofrido as consequências da falta de uma gestão de risco. Precisamos debater alternativas e protocolos técnicos capazes de minimizar impactos sociais e ambientais, destacando o aprimoramento da segurança na atividade de mineração”, opinou o presidente do Crea-MG. O evento é uma parceria do Confea com o Crea-MG.

 

Confira a programação  

Serviço

Evento: Workshop sobre Barragens

Data: 29 e 30/04/19

Local: Crea-MG (Av. Alvares Cabral, 1600 – Belo Horizonte)

 

Fonte: Ascom Confea

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia na íntegra

A seção mineira da Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas realiza no dia 25 de abril de 2019 o 2º Road Show - Energia Fotovoltaica. O evento conta com a parceria institucional do Crea-MG e de importantes empresas fabricantes e distribuidoras de equipamentos. 

Minas Gerais é o maior produtor de energia fotovoltaica do país, com 148 megawatts de potência instalada. Uberlândia, no Triângulo Mineiro, é a cidade com a maior capacidade de geração de energia, com 12 megawatts. O bom desempenho está relacionado à liderança de profissionais da área e a atuação em defesa desta energia limpa.

O engenheiro eletricista Igor Braga Martins, coordenador do Grupo de Trabalho Soluções Energéticas e conselheiro da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Crea-MG, destaca a importância do evento em Belo Horizonte.

Igor Braga: Todo este desenvolvimento faz parte de um estado que tem proposto medidas de incentivo à produção desta energia atraindo o desenvolvimento para a engenharia, a sustentabilidade de nosso estado e, sobretudo, para o desenvolvimento econômico mineiro.

Durante o road show será lançado um aplicativo de cálculo para projeto de usina solar do cliente e que apresenta vários outros controles de operação do sistema. Também serão apresentadas linhas de crédito para investimento no setor.

Igor Braga: O evento irá promover informações substanciais sobre energia fotovoltaica, bem como oportunidades de negócios para os engenheiros e sobretudo esclarecimentos para a sociedade.

O 2º Road Show - Energia Fotovoltaica será realizado das 13h às 18h na sede do Crea-MG, avenida Alvares Cabral, 1600, Belo Horizonte. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.ceitel.com.br

 

Confira a programação

 

O objetivo da premiação, que em 2019 chega à sua quarta edição, é estimular, desenvolver e aprimorar potenciais empreendedores nas áreas de inovação, modernização, tecnologia, criatividade e sustentabilidade – além de propiciar mais eficiência de serviços e produtos em áreas como engenharia, agronomia e meio ambiente.

O prêmio pretende valorizar projetos gerados pelos associados da Caixa de Assistência e por estudantes de áreas ligadas ao Sistema Confea/Crea e Mútua, além de contribuir para o desenvolvimento econômico, social e tecnológico dos profissionais do Brasil.

Este ano haverá três categorias: estudantes; profissionais associados; e profissionais associados que contrataram benefícios reembolsáveis com a Mútua. Os projetos podem ser apresentados individualmente ou em equipes.

Serão eleitos os três projetos de maior destaque nacional, dentro das respectivas categorias.

Soea

Os primeiros colocados em cada categoria devem participar da Semana Oficial de Engenharia e Agronomia (Soea 2019). O anúncio dos vencedores e a entrega dos prêmios ocorrerão em uma solenidade durante o evento, que acontece em setembro, em Palmas (TO).

Os demais classificados vão receber certificado de participação. Todos os projetos selecionados serão divulgados nos canais de comunicação da Mútua e dos parceiros participantes.

Esclarecimentos e outras informações podem ser obtidas pelo endereço eletrônico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelos telefones (61) 3348-0218 (Gerência de Benefícios da Mútua) e 0800-610003.

A inscrição para o Prêmio Mútua 2019 pode ser feita aqui.

Confira as regras e demais detalhes no regulamento do prêmio.

 

Fonte: Gecom/Mútua