Pesquisar...

A próxima agenda dos presidentes dos Creas Sudeste já está definida. No dia 09 de julho de 2018, o Crea-Minas sediará a 3ª Reunião Ordinária com o objetivo de promover a troca de informações e experiências. A ideia é otimizar projetos e serviços prestados aos profissionais e sociedade pelos Regionais.

Com as reuniões, os presidentes do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges; do Crea-SP, engenheiro de telecomunicação Vinicius Marchese Marinelli; do Crea-RJ, engenheiro eletricista e de segurança do trabalho Luiz Antonio Cosenza; e do Crea-ES, engenharia civil Lúcia Helena Vilarinho Ramos pretendem fortalecer a representatividade dos Crea do Sudeste dentro do Sistema. “Nosso intuito não é dividir, mas multiplicar esforços para otimizar nossas atividades”, destacou Lucio Borges.

Além de debater temas de interesse da engenharia, os líderes também compartilham dados que potencializam o trabalho em cada um dos Creas, explica o superintendente de Relações Institucionais do Crea-Minas, engenheiro civil e de segurança do trabalho Marcos Gervásio. “É importante estarmos reunidos periodicamente para avaliarmos quais são as demandas dos profissionais de cada estado da nossa região e como elas têm sido solucionadas”, ressaltou. 

Segundo o superintendente de Planejamento, Gestão e Tecnologia, engenheiro metalurgista Elder Gomes, durante os encontros, as equipes técnicas apontam sugestões, apresentam iniciativas bem sucedidas e compartilham experiências para aperfeiçoar os serviços prestados pelos Creas. “Dialogamos sobre resoluções do Sistema Confea/Crea, fiscalização do exercício profissional e uniformização de procedimentos para aprimorarmos questões administrativas”, enfatizou.

A primeira Reunião Ordinária de Presidentes dos Creas do Sudeste ocorreu, no dia 17 de maio, no Crea Espírito Santo. Na ocasião, foram debatidas ações de integração de sistemas de informação entre os Conselhos desta região. Na segunda, realizada no Crea São Paulo, os presidentes e superintendentes discutiram fiscalização, estrutura administrativa e coordenação de ações políticas na defesa de assuntos relacionados à área tecnológica.