Pesquisar...

O 1º Encontro Nacional de Coordenadores Regionais da Comissão de Educação e Atribuição Profissional (Ceap) ocorreu nos dias 22 e 23 de maio de 2018, no Crea-Minas. Na ocasião, foi discutido o futuro da educação em engenharia. “Nosso objetivo é interagir e discutir os assuntos relevantes com todos”, explicou o coordenador da Ceap-Minas, engenheiro civil Bernardo Abraão, na abertura do evento. "O encontro visa promover proximidade com as instituições de ensino", acrescentou o diretor de Planejamento, Gestão e Tecnologia do Crea-Minas, engenheiro mecânico Waldimir Teles.  

Durante o encontro, os coordenadores discutiram a respeito dos planos pedagógicos de cursos, da produção de um manual de orientação para os profissionais, da maior aproximação do Sistema Confea/Crea com o Ministério da Educação (MEC), bem como da criação de uma Coordenadoria Nacional das Ceaps. Na oportunidade, os representantes compartilharam os procedimentos de seu respectivos Creas, buscando diretrizes para um consenso e apresentaram iniciativas das Ceaps para estreitar o relacionamento com as instituições de ensino.  

Uma experiência bem sucedida foi apontada pelo coordenador da Ceap do Crea Paraná, engenheiro agrônomo Telmo Tonin. "Estamos na 25ª edição do Fórum dos Docentes. Este ano, será realizado na faculdade Campo Real, em Guarapuava-PR, nos dias 13 e 14 de setembro. Desde 2014, o evento ocorre nas sedes das instituições de ensino, mediante parcerias realizadas pelo Crea Paraná", pontuou.

Qualidade de ensino 

Algumas sugestões para a melhoria da qualidade do ensino foram apresentadas pelos coordenadores. Eles ressaltaram a importância da divulgação contínua do Sistema Confea/Crea e Mútua para os alunos e dos cursos de engenharia disponibilizarem laboratórios obrigatórios e profissionalizantes. O coordenador da Ceap do Crea Alagoas, engenheiro eletricista Marcos Santos, sugeriu que a disciplina ética seja remanejada para o 9º período. "Muitas faculdades apresentam esta disciplina logo no início do curso e muitos alunos quando estão formando já esqueceram o Código de Ética Profissional. Devemos mudar essa realidade", enfatizou. 

Já a coordenadora da Ceap do Espírito Santo, engenheira química Iara Pinheiro, propôs que as comissões de educação criem um banco de dados para compartilharem informações. "A troca de informações entre os Creas é fundamental para que possamos comparar e  alinhar os nossos posicionamentos", destacou.

Ao final do encontro, os coordenadores elaboraram um documento colaborativo sobre as questões debatidas. Estiveram presentes representantes dos Creas de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Alagoas, Mato Grosso e Paraná. Todos fizeram questão de ressaltar o quanto valorizam as Ceaps regionais e nacional, bem como reconhecem sua importância para a sociedade.

 

Confira as fotos.