Pesquisar...

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia na íntegra

A autarquia foi criada em 23 de abril de 1934, por meio de Resolução do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, com o intuito de regulamentar e fiscalizar o exercício profissional da engenharia. Desde então, novas modalidades profissionais foram surgindo e incorporadas ao Sistema Confea/Crea. Hoje, o Crea-Minas fiscaliza o exercício profissional da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, conforme prevê a Lei Federal 5.194/1966.

O presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, lembra que a entidade sempre teve como prioridade a garantia do pleno exercício das profissões e o direito de toda a sociedade a uma engenharia de qualidade. A frente do Conselho desde janeiro, Lucio defende uma atuação do Crea aberta ao diálogo com os diversos setores que compõe a sua base

Lucio Borges: "O Crea-Minas é uma instituição sólida que carrega consigo uma trajetória de defesa da sociedade. O nosso maior desafio, nesse sentido, é buscar a unidade nas ações do Conselho para que todos se vejam representados e atendidos em suas necessidades".

Desde o princípio, a função do Crea-Minas é proteger a sociedade da prática ilegal das atividades técnicas, garantindo que existam profissionais legalmente habilitados, com conhecimento e atribuições específicas. Ao longo  dos anos, o Conselho mineiro contribuiu ativamente para o desenvolvimento do estado ao promover projetos de interesse humano e social, disponibilizando o conhecimento da área tecnológica a serviço das políticas públicas, setoriais e locais. 

Lucio Borges: "Atuamos para além da nossa atividade-fim ao fomentar debates nas mais diversas áreas como implantação de infraestrutura, melhoria da qualidade da qualidade da água, produção industrial, desenvolvimento sustentável, entre outras. A área tecnológica é uma importante aliada da sociedade".

Lucio Borges ressalta ainda que, na atual conjuntura do Brasil, é preciso a união de todos para que a área tecnológica seja cada vez mais fortalecida e apta para contribuir com o desenvolvimento das cidades, do estado e do país.