No dia 17 de maio de 2018, a Inspetoria de Viçosa realizou reunião de planejamento de ações da fiscalização. Na ocasião, foram discutidas as metas a serem alcançadas bem como o planejamento e organização de uma Fiscalização Regionalizada Dirigida (FRD) prevista para julho de 2018. O objetivo do encontro foi compartilhar experiências, além de esclarecer sobre diretrizes da nova gestão.

Estiveram presentes o supervisor da região sudeste Antônio Fernando de Castro, o inspetor-chefe Rafael Ferreira, a inspetora-secretária Marília Sanglard, e o fiscal Eugênio Paiva Del Giudice.

Regularização fundiária do bairro Citrolândia e estudos topográficos da região foram os assuntos debatidos na Inspetoria de Betim, no dia 04 de maio de 2018. Na reunião, que contou com a participação da fiscalização do Crea-Minas, os inspetores da cidade e representantes de uma empresa de topografia e elaboração de projetos, contratada pela prefeitura, foi discutida a regularização de uma área de aproximadamente 3,5 milhões de metros quadrados, originária do crescimento da Colônia Santa Isabel, com cerca de 3.100 imóveis.

Segundo o fiscal da Inspetoria de Betim, Paulo Santos, o projeto que era de cunho estadual foi repassado para prefeitura de Betim por decreto. A área do bairro Citrolândia, da Colônia Santa Isabel, do Alto Boa Vista e parte do bairro Monte Calvário, que antes pertenciam à Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), agora poderá ser doada, por meio da Lei 22.816/2017, ao município de Betim. “Este projeto é um marco para as famílias betinenses, pois mais de 2400 famílias terão pela primeira vez a documentação de suas residências”, destacou Paulo Santos.

Para regularizar a situação das residências, foram feitos levantamentos topográficos com GPS e Veículos Aéreos Não Tripulados (Vants). Os trabalhos realizados envolveram serviços de aerofotogrametria; georreferenciamento; levantamento das áreas dos imóveis, das vias e ruas; realização de entrevistas socioeconômicas e recolhimento de documentos dos moradores. “Tivemos o apoio dos fiscais e inspetores do Crea que foram ágeis nas emissões de certidões e Anotações de Responsabilidades Técnicas (A.R.Ts)”, ressaltou o diretor da empresa, Mário Aguiar.

Durante todo o processo de regularização, várias reuniões foram feitas com a comunidade, a prefeitura e a câmara municipal. De acordo com o inspetor-chefe de Betim, engenheiro eletricista Fúlvio Malagoli, a próxima etapa é aprovar a lei municipal que estabelecerá os critérios necessários para transferir a titularidade dos terrenos aos moradores. “Tenho participado de todas as audiências, dando o suporte técnico solicitado. A regularização vai reparar uma parte dos danos sociais causados aos portadores de hanseníase que eram retirados de suas casas e internados na Colônia Santa Izabel”, enfatizou Fúlvio Malagoli.

Também participaram da reunião, o gerente de Fiscalização, engenheiro mecânico Guilherme Rodrigues; o supervisor da Região Metropolitana, engenheiro eletricista Marcelo Ventura; o inspetor-secretário Luciano Damasceno; o inspetor-tesoureiro Álvaro Machado e o geógrafo Wellington Menez.

Os supervisores das regiões do Crea-Minas e os fiscais das inspetorias de Uberlândia, Itaúna, Ipatinga, Montes Claros, Poços de Caldas e Juiz de Fora participaram de uma reunião, no dia 15 de maio de 2018, para discutirem propostas de aperfeiçoamento e simplificação da fiscalização com o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, os diretores de Relações Institucionais, engenheiro civil Pedrinho da Mata; de Gestão e Tecnologia, engenheiro mecânico Waldimir Teles.

Foi criado um grupo de trabalho para discutir o planejamento da fiscalização e a atuação com ênfase em coibir o exercício ilegal das profissões da área tecnológica. “Queremos aprimorar a fiscalização por meio do planejamento integrado às diretrizes da atual gestão, aproximando mais os inspetores para participar das ações”, destacou o superintendente de Atendimento e Fiscalização, engenheiro agrônomo Humberto Falcão. O supervisor das regiões Centro-Sul e Sul do Crea-Minas, geógrafo Edson Leite, reforça o posicionamento do superintendente afirmando que “o foco é o aumento da eficiência e eficácia para gerar um retorno mais efetivo para a sociedade e o Conselho”.  

Além dos supervisores e fiscais do Crea-Minas, participaram da reunião os superintendentes de Relações Institucionais, engenheiro civil e de segurança do trabalho Marcos Gervásio; de Planejamento, Gestão e Tecnologia, engenheiro metalurgista Elder Gomes dos Reis; o chefe de gabinete, Raimundo Fernandes; os gerentes de Fiscalização, engenheiro mecânico Guilherme Rodrigues; de Registro e Acervo, engenheiro civil e de segurança do trabalho Luiz Pimenta; de Atendimento, engenheiro civil Fábio Rodrigo;  de Técnica e Atribuições Profissionais, engenheiro agrônomo e de segurança do trabalho, Gustavo Freitas e a supervisora de Planejamento da Fiscalização, Patrícia Monteiro.

 

Confira as fotos.

Estudantes de diversas modalidades da engenharia, da Faculdade Estácio de Sá - campus Floresta, tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o Crea-Minas, seu funcionamento, composição e estrutura em uma palestra ministrada pelo diretor de Relações Institucionais do Conselho, engenheiro civil Pedrinho da Mata, no dia 15 de maio de 2018. “A palestra contribuiu muito para a minha formação em engenharia civil. Agora, tenho o interesse de conhecer a sede do Crea e o trabalho que é feito pela fiscalização”, destacou o aluno do 9º período Rodrigo Lopes.

Segundo Pedrinho da Mata, o objetivo da palestra é estreitar o relacionamento do Crea-Minas com os estudantes e as instituições de ensino. “Precisamos nos aproximar mais dos futuros profissionais para que eles nos ajudem a demonstrar a importância do Conselho e da aplicação do conhecimento técnico para a sociedade”, ressaltou.

Faculdade Unihorizontes 

No dia 18 de maio, foi a vez dos alunos do Centro Universitário Unihorizontes, unidade Barro Preto em Belo Horizonte, participarem da palestra. A estudante Sabrina Thainá do Carmo, que cursa o 3º período de engenharia de produção, afirma que as discussões ampliaram seu conhecimento sobre o Sistema Confea/Crea. “Para mim, a palestra foi muito importante, pois esclareceu quais são os direitos e as obrigações dos profissionais registrados no Crea”, destacou.

Além de Belo Horizonte, a palestra já foi ministrada em várias cidades do interior do estado como Araxá, Araçuaí, São João del-Rei e Nova Lima. 

Serviço

Os interessados em levar a palestra para sua faculdade podem entrar contato com a Gerência de Apoio aos Colégios do Crea-Minas pelo telefone 3299-8933.

O Crea-Minas esteve na Universidade Vale do Rio Doce (Univale) para proferir a palestra “Crea em Ação” e realizar minicursos com os alunos. O objetivo foi informar sobre as atribuições profissionais, conforme a Resolução Nº 1073/2016 do Confea, explicando-a como “ato específico de consignar direitos e responsabilidades, na defesa da sociedade, para o exercício da profissão de acordo com a formação profissional obtida em cursos regulares, junto ao sistema oficial de ensino brasileiro”.

Na ocasião, o palestrante Fábio Rodrigo, gerente de Atendimento do Crea-Minas, falou também sobre os procedimentos para registro no Conselho Profissional, bem como as Anotações de Responsabilidade Técnica (A.R.T.). O evento ocorreu no dia 03 de maio de 2018 e teve como público-alvo formandos dos cursos de engenharia civil e ambiental da Univale.

Confira as fotos.