Pesquisar...

A Inspetoria de Divinópolis esteve na Universidade Pitágoras - Divinópolis para estreitar laços entre as instituições. Na reunião, realizada em 17 de abril de 2018, conversaram sobre projetos que poderão ser desenvolvidos entre a Universidade, o Crea-Minas e a entidade de classe Clube de Engenharia de Divinópolis. “Há uma grande necessidade dos estudantes conhecerem o Sistema Confea/Crea e seus representantes para que interajam, desde já, com o mercado de trabalho das diversas engenharias”, afirma o inspetor-secretário de Divinópolis, engenheiro civil Eduardo Tadashi.

Na oportunidade, o Crea-Minas doou para a Universidade Pitágoras o livro "Cavaleiro Andante da Engenharia". A obra escrita pela pesquisadora e historiadora Gabriela Dias Mantovani conta a trajetória do engenheiro Lourenço Baeta Neves, que foi o primeiro presidente do Crea-Minas. 

Estiveram presentes na reunião os inspetores engenheiros civis Luiz Pereira e Eduardo Tadashi, além dos professores do Pitágoras, Joice Stella de Melo Rocha, da coordenação do curso de Engenharia Mecânica; Danielle Comitante Leão Fontes, da coordenação dos cursos de Engenharia de Produção, Civil, Ambiental e Elétrica; e Rodrigo Comitante Leão, da coordenação do curso de Controle e Automação.

A Inspetoria de Viçosa reuniu-se com a equipe de aerodesign da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Skywards, no dia 13 de abril de 2018, a fim de conhecer a equipe e estreitar relações. Na oportunidade, discutiram sobre as possibilidades de incentivar os alunos e de fomentar o aprendizado. “Nós acreditamos muito neste tipo de iniciativa, por isso, diversas formas de apoio e parcerias estão em processo de formatação.”, afirma o inspetor-chefe Rafael Monteiro Ferreira.

A equipe Skywards é formada por estudantes da UFV de diversas áreas, como as engenharias Mecânica, Elétrica e de Produção, e tem como principal objetivo o desenvolvimento tecnológico a partir de conceitos da engenharia aeronáutica e da física. Além disso, os alunos desenvolvem habilidades na área de gestão de projetos, desde o levantamento de recursos ao recrutamento e seleção. Na reunião, conversaram sobre o interesse da equipe em participar da Competição Anual SAE de Aerodesign, programada para ocorrer em São José dos Campos e da necessidade de incentivo para viabilizar a viagem. A competição tem como objetivo desafiar estudantes a desenvolverem o avião rádio-controlado.

Participaram da reunião o inspetor-chefe Rafael Monteiro Ferreira, a inspetora-secretária Marília Sanglard Almeida, o inspetor-tesoureiro Wellington William Filho dos Reis e os alunos da UFV Vítor, Lorena e Bruno.

Ouça na Rádio Crea-Minas ou leia na íntegra

A autarquia foi criada em 23 de abril de 1934, por meio de Resolução do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, com o intuito de regulamentar e fiscalizar o exercício profissional da engenharia. Desde então, novas modalidades profissionais foram surgindo e incorporadas ao Sistema Confea/Crea. Hoje, o Crea-Minas fiscaliza o exercício profissional da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, conforme prevê a Lei Federal 5.194/1966.

O presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, lembra que a entidade sempre teve como prioridade a garantia do pleno exercício das profissões e o direito de toda a sociedade a uma engenharia de qualidade. A frente do Conselho desde janeiro, Lucio defende uma atuação do Crea aberta ao diálogo com os diversos setores que compõe a sua base

Lucio Borges: "O Crea-Minas é uma instituição sólida que carrega consigo uma trajetória de defesa da sociedade. O nosso maior desafio, nesse sentido, é buscar a unidade nas ações do Conselho para que todos se vejam representados e atendidos em suas necessidades".

Desde o princípio, a função do Crea-Minas é proteger a sociedade da prática ilegal das atividades técnicas, garantindo que existam profissionais legalmente habilitados, com conhecimento e atribuições específicas. Ao longo  dos anos, o Conselho mineiro contribuiu ativamente para o desenvolvimento do estado ao promover projetos de interesse humano e social, disponibilizando o conhecimento da área tecnológica a serviço das políticas públicas, setoriais e locais. 

Lucio Borges: "Atuamos para além da nossa atividade-fim ao fomentar debates nas mais diversas áreas como implantação de infraestrutura, melhoria da qualidade da qualidade da água, produção industrial, desenvolvimento sustentável, entre outras. A área tecnológica é uma importante aliada da sociedade".

Lucio Borges ressalta ainda que, na atual conjuntura do Brasil, é preciso a união de todos para que a área tecnológica seja cada vez mais fortalecida e apta para contribuir com o desenvolvimento das cidades, do estado e do país.

A 2ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes (CP), realizada em Maceió, entre os dias 18 a 20 de abril de 2018, teve o objetivo de discutir as demandas das profissões da área tecnológica com todos os presidentes de Creas do país.Esse órgão colegiado busca a uniformização de procedimentos, visando à maximização da eficiência e da eficácia do Sistema Confea/Crea e o posicionamento diante de temas relacionados às profissões fiscalizadas pelo Sistema. Além dos presidentes dos Conselhos Regionais, participam os presidentes do Confea e da Mútua. 

Na ocasião, os presidentes e lideranças debateram a atuação dos órgãos de controle no Sistema Confea/Crea. “Considero importante a aproximação do Tribunal de Contas da União (TCU) com o Sistema para tratar de questões relacionadas a procedimentos ético-disciplinares. Nossa intenção é defender, com transparência, o exercício legal das profissões tecnológicas e a conduta ética do profissional”, ressaltou o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges.  

No primeiro dia, foram apresentados os planos de trabalho das comissões permanentes do Confea e houve o lançamento da 75ª Semana Oficial da Engenharia e Agronomia (Soea). O evento é o maior da área tecnológica do país do Sistema Confea/Crea. A Soea reunirá, em Maceió, entre 21 a 24 de agosto, profissionais de todo o país para tratar a temática “Engenharia e ética na reconstrução do Brasil”.

Durante os três dias de evento, diversos assuntos ligados à engenharia foram apresentados pelos Creas. A temática de empreendedorismo e inovação tecnológica ficou a cargo do geólogo Sebastião Carvalho, do Crea-SP. A questão dos microempresários individuais no Paraná foi tratada pelo engenheiro civil Ricardo Rocha de Oliveira, do Crea-PR. Já a utilização de pregão em contratação de serviços especializados de engenharia foi pautada pelo Crea-RJ.

 

Confira as fotos

 

O Crea-Minas apoia o Projeto de Lei (PL) 9818/2018 e o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 901/2018, ambos de autoria do deputado federal Ricardo Izar (PP/SP), que tramitam na Câmara de Deputados. Os dois projetos pretendem acabar com a reserva de mercado criada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR).

O PL revoga os parágrafos 1º e 2º do Art. 3º da Lei 12.378/2010 que contém as prerrogativas do CAU em definir área de atuação privativa dos arquitetos e urbanistas e áreas de atuação compartilhada com outros profissionais. Já o (PDC) anula os efeitos da Resolução 51/2013 que determina, como privativas, áreas compartilhados por uma gama de profissionais.

A Lei 12.378/2010, que instituiu o CAU/BR, especifica que “serão consideradas privativas de profissional especializado as áreas de atuação nas quais a ausência de formação superior exponha o usuário do serviço a qualquer risco ou danos materiais à segurança, à saúde ou ao meio ambiente”. No entanto, a Resolução 51/2013 enumera diversas áreas privativas desconsiderando atribuições de profissionais ligados a outros Conselhos.

O PL 9818/2018 não questiona as atribuições dadas pelo CAU a seus profissionais, e sim a tentativa daquele Conselho em definir como privativas atividades que sempre foram desempenhadas de forma compartilhada com outras profissões.

A Câmara dos Deputados está realizando uma enquete sobre o PL 9.818/2018 e o PDC 901/2018. Para acompanhar a tramitação e votar CONCORDO, acesse os links abaixo:

PL 9.818/2018
Acompanhe a tramitação
Vote CONCORDO

PDC 901/2018
Acompanhe a tramitação
Vote CONCORDO