Pesquisar...

O Crea-MG realizou uma blitz de fiscalização em Caeté, de 14 a 18 de janeiro de 2019.  A equipe, formada por quatro fiscais do Conselho, verificou contratos, quadros técnicos, obras de pequena, média e alta complexidade, além de outros serviços de engenharia.

Durante a ação, os fiscais do Crea-MG emitiram 30 autos de infração. Ao fiscalizar o exercício profissional, o Conselho cumpre seu papel de defender a sociedade, coibindo a atuação de pessoas não habilitadas na condução de obras e serviços de engenharia.

As blitze reforçam as fiscalizações de rotina das inspetorias, pois envolvem um maior número de agentes, o que lhes confere agilidade, proatividade e impessoalidade. Em 2018, o Crea-MG realizou 46 blitze em todo o estado e as particularidades de cada região foram valorizadas pela adoção desse modelo que conta com a participação efetiva dos inspetores no planejamento.

Para o inspetor-adjunto de Caeté, engenheiro civil Álvaro Damasceno Santos, ao fiscalizar o exercício profissional, o Crea assegura ao cidadão que os serviços por ele contratados possuam responsável técnico habillitado para aquela função. “Executar uma obra sem um responsável técnico é o mesmo que tomar um medicamento sem acompanhamento médico”, destacou o inspetor.

O Centro Universitário Presidente Tancredo de Almeida Neves (Uniptan), localizado na cidade de São João Del-Rei, recebeu palestra sobre as funcionalidades do Crea-Minas. O responsável pela apresentação, que ocorreu no dia 16 de fevereiro de 2018, foi o diretor de Relações Institucionais do Conselho, engenheiro civil Pedrinho da Mata.