Pesquisar no site...

As eleições do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), dos Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia (Creas), bem como das Caixas de Assistência dos Profissionais dos Creas (Mútua) de cada estado e do Distrito Federal, foram adiadas para o próximo dia 15 de julho de 2020. A proposta apresentada pela Comissão Eleitoral Federal (CEF) foi aprovada pelo Plenário do Confea no último 11 de maio, com base em recomendações das autoridades de saúde e dos governos federal, estaduais e municipais para evitar a disseminação do novo coronavírus. Também o prazo para os profissionais se regularizarem foi ampliado e os interessados em votar precisam quitar eventuais débitos perante o Crea até o dia 15 de junho.

O conselheiro federal coordenador da CEF, engenheiro agrônomo João Bosco, explicou que a Comissão chegou à data de 15 de julho após levantamento feito junto a todos os Regionais, e análise de decretos e outros normativos que as diversas esferas de governança vêm estabelecendo. “O Plenário aprovou o calendário proposto pela Comissão em um ato de muita responsabilidade, pensando principalmente na saúde de todos os atores, mas também no cumprimento da legislação que diz respeito à renovação democrática do Sistema”, afirmou, antes de alertar que, mesmo com a nova data definida, a CEF permanecerá atenta ao desenvolvimento da pandemia.

No dia da eleição, serão adotadas medidas protetivas tanto para os eleitores quanto para os mesários, como o uso obrigatório de máscaras e luvas descartáveis, fornecimento de álcool gel 70%, distanciamento na sala de votação, além de definir como horários preferenciais, das 8h às 9h e das 13h30 às 14h30, aos eleitores dos grupos de riscos

O pleito vai eleger os presidentes do Confea e dos Creas de cada estado e do Distrito Federal, além dos diretores regionais administrativo e geral das Mútuas. Em Minas Gerais, além desses cargos, os profissionais vão escolher os inspetores das comissões executivas de 60 inspetorias distribuídas em todo o estado. Os mandatos são de três anos, de 2021 a 2023, e os cargos honoríficos.

O Crea-MG fiscaliza o exercício e a atividade profissional da engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia, conforme prevê a Lei Federal 5.194/1966. Para mais informações sobre o processo eleitoral, confira o site do Crea-MG http://bit.ly/EleiçõesSistema2020